domingo, 30 de dezembro de 2012

2013, um filho que esperamos chegar... – Por José Cícero*




Prof. José Cícero
A simples idéia que temos do novo ano que se avizinha já nos enche de grandes motivações de alegria e contentamento. Algo que nos anima a sonhar, fazer planos e acreditar ainda mais na vida e no futuro, como um oceano de novas possibilidades  surgindo de repente diante de nós.
Porém, o ano-novo que tanto esperamos com entusiasmo e sofreguidão não existirá em outro lugar, senão dentro de nós mesmos. Em cada coração dos que têm sede de esperança e esperam sempre uma nova chance para recomeçar. Der tal sorte que,  o ano-novo repousa tranqüilo no mais profundo íntimo das nossas emoções mais fortes e entusiasmadas. No âmago da nossa alma otimista e do nosso espírito audaz e perseverante.
O ano-novo é uma criança ainda em formação no ventre humano do mundo a se alimentar desde muito da nossa fé, alegria e disposição para continuar. De modo que dependerá desde então, do nosso imenso carinho, cuidado e atenção.
Estamos, portanto, todos grávidos deste ano bom, que como um filho prestes a nascer requer preparativos e muito desvelo da nossa parte. Isso porque, o ano que está para vir ao mundo é mais um rebento das nossas concepções futuristas, assim como dos nossos sonhos e utopias mais fantásticas. Sendo por isso mesmo, uma gestação coletiva – fruto de um grande projeto fraternal alicerçado sempre na perspectiva de um amanhã cada vez melhor, de realizações e de prosperidades para todos.
Um ano, por assim dizer, robusto, saudável, radiante e feliz. Por conseguinte, com a nossa cara e com o exato tamanho das nossas expectativas mais alvissareiras. Quem sabe, um ano que já nasça com a dimensão da própria felicidade tantas vezes adiada e, que tanto almejamos pela vida inteira. Razão porque, somos todos efetivamente os responsáveis pelo seu aparecimento entre nós.
No mais, o ano que está prestes a nascer será fruto de um esforço humano recíproco de amor, luta e de coragem. Sangue do nosso próprio sangue de guerreiro aprendiz. O verbo ousado que, doravante se fará carne, a partir do momento em que passamos a confiar/acreditar sem hesitação.
E da mesma maneira com que todas as mães do mundo se preparam para dá a luz ao seu primeiro filho, precisamos igualmente nos preparar para este momento especial de nascimento do ano vindouro. Aqueles que não se darem a este trabalho de cuidar do ano-novo que lhes pertencem podem ser surpreendidos pelo presente de um natimorto.  De modo que perderão mais uma vez a chance que tiveram de dá vida nova e concretude aos seus próprios sonhos. E quem sabe, talvez, esta pode ter sido sua última oportunidade de gerar um filho e ser feliz de verdade em sua vida.
Portanto, sejamos vigilantes. Cuidemos todos juntos e sem demora deste instante eterno de sabedoria e grandiosidade existencial. Sejamos responsáveis e conscientes. Eis o autêntico nascimento do futuro que teremos em nossas próprias mãos. Sem nos esquecer que o verdadeiro segredo do universo é acreditar. Ainda que ninguém mais acredite. Nosso gesto de determinação poderá fazer a diferença. Como de resto, toda sabedoria de viver e ser feliz é ter fé e saber cuidar, diante de uma visão holística, crística e espiritual.
Por fim, com o bonito gesto do menino Deus lá no alto, abramos também sem medo os nossos braços, sentimentos e coração para o ano que vem vindo...
Feliz 2013 para todos!
..................................................
Prof. José Cícero
Secretário de Cultura, Turismo e Desporto.
Aurora-CE. ................
Foto ilustrativa: paixoes-secretas.blogspot.com

....................................
LEIA MAIS EM:

* Veja mais fotos no FACEBOOK

Nenhum comentário:

Google+ Followers