segunda-feira, 5 de setembro de 2011

ABELHAS SERTANEJAS E SAUDADES...

José Cícero


Lá na beira do riacho do meio
bem na grota que descamba pro poço fundo
uma grande catingueira velha
carcomida e furada bem no tronco
onde mora uma antiga Mandasaia.
Cheia de mel doce com cheiro de imburana
abelha mansa e outra italiana enfezada.
naquela mata existe ainda Uruçu,
numa enorme braúna alta e ocada
repleta de mel de Manduri e Jandaíra.
E na sombra fresca da nossa casa
também abelha de Canudo mansa
e um enxame de Jati sob a latada.
E Lá na roça do velho Jiqui há um Inchu
arranchado nas galhas do pé de oiti
abelha Mosquito, Moça Branca, Arapuá
Jandaíra, Sanharol e Inchuí.
existe ainda uma africana braba
morando num tronco de um gameleira velha.
e num oco fundo do Inharé
uma verdadeira fábrica de cera:
Sanharol trabalhando a vida inteira
a fabricar a cola natural dessa ribeira.
E bem na copa do frondoso pé de juá
se ver a morada de uma cupira.
Subindo mais pra riba da fazenda
Há uma Ingazeira,
logo depois das ribanceiras
na cabeça do morão servindo de estaca
Um grande cupinzeiro,
onde há anos habita uma Cupira braba.
Formigas de roça, besouros mangangá e abelhas
Casa de taipa por trás das oiticicas
Marimbondo, cavalo do cão, mutuca da mata,
Tudo o mais é pura saudade
que tenho da natureza do sertão
que ora relembro e penso com emoção
sentado sob as moitas de jurema, unha de gato, avelós
ou na sombra aprazível e fresca
do Joazeiro e da Aroeira
que ainda agora adornam a beira da antiga estrada.
.....................................
José Cícero
Secretário de Cultura
Prof. de Biologia
Pesquisador do Cangaço
Aurora-CE.

Fotos: http://urucueabelhasnativas.blogspot.com

LEIA MAIS EM:

WWW.prosaeversojc.blogspot.com
WWW.blogdaaurorajc.blogspot.com
WWW.jcaurora.blogspot.com
WWW.aurora.ce.gov.br
WWW.seculteaurora.blogspot.com
WWW.cariricangaco.blogspot.com

Nenhum comentário:

Google+ Followers