sábado, 22 de janeiro de 2011

Pesquisadores da história de Lampião visitam o município Aurora







Um carioca de Saquarema residente no Rio e outra de Belo Horizonte formaram a dupla de pesquisadores do cangaço nordestino que estiveram recentemente em Aurora, sendo recepcionados pelo secretário de cultura do município
Dois importantes pesquisadores e entusiastas da história do cangaço nordestino estiveram visitando Aurora na manhã de sábado(22) quando foram recebidos pelo também aficionado da história lampiônica, o secretário de Cultura do município, professor José Cícero.
Trata-se do carioca de Saquarema Josué Santana de Macedo e da historiadora mineira de BH Nely Maria da Conceição(Lili) – filha da dupla de cangaceiros do bando de Lampião: Moreno e Durvinha. Lili que por sinal já estivera em Aurora em agosto do ano passado por ocasião do 1º Seminário Cariri Cangaço comemorativo aos 83 anos da passagem de Lampião e seu bando pelo território aurorenses.
Depois de visitarem o prédio da secretaria de cultura, os dois pesquisadores ciceroneados pelo secretário empreenderam visita até a fazenda Ipueiras antiga propriedade do célebre coronel Izaías Arruda e Zé Cardoso. O local ficou famoso por ter sido palco de dois dos mais importantes momentos na história de Lampião na região do Cariri. O primeiro por está diretamente relacionado a trama para a invasão de Mossoró. Posto que foi toda ela arquitetada na Ipueiras de Aurora, sob a logística e o patrocínio direto do coronel Izaías, Zé Cardoso e Massilon Leite.
E depois, por ter sido também, quando do retorno de Lampião, o exato local onde ocorreu a famosa tentativa de envenenamento do bando lampiônico ante a traição do coronel e, em seguida, um dos mais intensos e enigmáticos confrontos de Lampião contra a volante do major Moisés de Figueiredo auxiliado pelos jagunços de Izaías; até então considerado um dos maiores coiteiros do rei do cangaço na região.
Na oportunidade, os pesquisadores, ao lado de José Cícero conheceram de perto o sítio Ipueiras, localizado a cerca de 12 km da sede do município. Assim como as ruínas da residência do coronel onde aconteceram as negociatas e reuniões para o traçamento das estratégias com vistas ao histórico assalto a cidade de Mossoró no Rio Grande do Norte em 1927.
Os pesquisadores visitaram ainda a antiga casa (ainda de pé), do vaqueiro do coronel Izaías e Zé Cardoso, sendo tudo registrado em fotografias.
No retorno Josué e Lili foram convidados para um almoço na residência do secretário de Culturaao ao lado da sua esposa a professora Cláudia Maria.
Depois de Aurora a dupla se dirigiu para o estado do Pernambuco(Buíque) e de lá para Alagoas(Piranha e Poço Redondo) e Sergipe onde finalizam o roteiro de visitas a alguns dos locais marcantes da história do cangaço nordestino. De lá retornarão para os seus estados de origem. Desde o dia 14 que os mesmos estão viajando pelas paragens nordestinas seguindo, literalmente, as pegadas de Lampião e seu bando.
A previsão é de que as visitações sejam concluídas dia 27. Juazeiro, Brejo Santo, Missão Velha, Limoeiro do Norte e AURORA foram alguns dos municípios visitados no Ceará, além de Cajazeiras, Uiraúna e Nazaré na PB, Jeremoabo, Paulo Afonso na BA, Serra Talhada, São José do Belmonte e Buíque no PE, bem como Mossoró e Apodi no RN, dentre outros em Alagoas e Sergipe.
Tanto Josué quanto Lili já confirmaram presenças no Cariri Cangaço edição 2011.
__Da Redação do Blog de Aurora e da Seculte(Portal da Cultura)
LEIA MAIS EM:
http://www.jcaurora.blogspot.com/

http://www.aurora.ce.gov.br/

http://www.seculteaurora.blogspot.com/
N.R. :
Comente as nossas postagens. Suas impressões, sugestões e críticas, além de colaborações jornalísticas serão sempre bem-vindas.

Um comentário:

CARIRI CANGAÇO disse...

Fantástico querido amigo Zé Cícero, parabens pela forma amavel e cordata com que acolhe a família Cariri Cangaço. Vamos em frente que setembro vem aí e com ele:
Cariri Cangaço 2011.

Abração meu amigo

Manoel Severo

Google+ Followers