sábado, 26 de novembro de 2011

Morre no Rio, Zé Grande - um dos maiores jogadores de AURORA de todos os tempos

Por José Cícero
Equipe do Maguary(Sapateiros) de Aurora - início dos anos 50. Zé Grande é o 3º(no meio) dos agachados(da esquerda pra direita)

Faleceu na última sexta-feira, dia 25 na cidade do Rio de Janeiro onde residia havia mais de duas décadas, um dos maiores jogadores do futebol de Aurora e região. Trata-se do popular 'Zé Grande' que por vários anos atuou, inclusive, no futebol juazeirense tendo jogado em meados dos anos 60 no Guarani e, depois no Icasa. No meio futebolístico do Cariri ganhou o apelido de Índio.

Irmão de Gerson Grande, outro jogador que marcou época em Aurora, Zé Grande foi na sua juventude, um exímio sapateiro e nas horas vagas exercia toda sua maestria na arte do futebol.
Dotado de um chute forte, velocidade e dribles desconcertantes, Zé Grande rapidamente se transformaria
num atacante dos mais afamados. Vez que era com freqüência requisitado para atuar em diversos times da região. Em Aurora iniciou a sua carreira no antigo Maguary Esporte Clube, cuja formação era basicamente de sapateiros, ainda nos finais dos anos 50.

Quando o comerciante Tonheta França foi residir em Ipaumirim e lá montou sua fábrica e sapataria levou entre seus operários(sapateiros) o jovem Zé Grande. Este, por conta do seu belo futebol, logo ficou conhecido sendo convidado a defender a seleção local. O mesmo jogou pela seleção de Ipaumirim nos Intermunicipais de 1955 e 56, quando a equipe fez bonito ganhando partidas memoráveis, por exemplo, quando venceu a representação de Icó e Lavras da Mangabeira por 3 x 2 só perdendo nas semifinais para o selecionado de Juazeiro do Norte pelo placar de 4 x 1. Ocasiões em que o craque aurorense sempre deixava a sua marca. Era tido como um verdadeiro ídolo pela torcida...

Zé Grande jogou ainda, além do Guarani e Ferroviário(CE), no Flamengo e no Campo Maior, ambos do Piauí, tendo chegado, inclusive, a treinar no time do Bangu do Rio de Janeiro, mas terminou optando mesmo por um emprego na cidade maravilhosa. Numa época de futebol romântico em que o dinheiro era quase inexistente por conta do amadorismo, Zé Grande conseguiu fazer história, sobretudo quando ascendeu ao Guarani; a principal vitrine do futebol regional daquela época.
Em Juazeiro fez dupla de ataque com o jogador Raimundo Pio de Missão Velha,
outro histórico atleta daqueles anos de ouro que fez sucesso no “leão do mercado”. “O Índio foi o melhor jogador que no meu tempo eu vi jogar. Gostava de jogar com ele pois a gente combinava bem as jogadas”, disse Raimundo Pio recentemente a este colunista, quando a seleção máster de Aurora participou em M.Velha da II Copa Cariri da categoria.

Lamentamos com imenso pesar o desencarne do Zé Grande com um misto de tristeza e de saudade. Torcendo por ele(quem sabe) como nos velhos tempos em que com extrema elegância desfilou seu futebol no solo sagrado dos campos aurorenses e do Cariri. Que o nosso Zé, possa desde já pisar agora os campos dos céus ao lado do pai e de tantos outros atletas, que como ele, um dia ajudaram a alegrar os que sofriam com os seus momentos inesquecíveis de belas jogadas e grandes gols.

Ps.: Na seqüência daremos mais informações acerca da morte de Zé Grande(Índio) na foto pequena ao lado do texto.
.......................
José Cícero
Aurora-CE.
Informação: Bastim Maciel e Beto Campos(AFA-Ce)

LEIA MAIS EM:

WWW.jcaurora.blogspor.com

WWW.aurora.ce.gov.br

WWW.seculteaurora.blogspor.com

WWW.blogdaaurorajc.blogspot.com

WWW.prosaeversojc.blogspot.com

Um comentário:

vanilda disse...

Que sua bela jornada deste mundo, seja o eterno brilho de sua nova morada. Como grande Heroi,para seus admiradores e todos que o conheceu,permanecerá viva a lembrança de suas conquistas.
Vanilda SP.(aurorense)

Google+ Followers