segunda-feira, 20 de julho de 2015

De que tamanho é nossa crise?

Por José Cícero
Que o país está em crise todos já o sabem. O que poucos ainda não sabem é a dimensão real desta crise que, ao contrário do que "eles" dizem, não tem data nem hora para terminar tão cedo. E o pior é que os tentáculos deste monstro tenebroso alimentado que foi por mais de duas décadas de engodo e de sofisma política pelo governo petista ainda não estão totalmente às vistas do povo brasileiro. Por isso é preciso agora, mais do que nunca, ficarmos cada vez mais vigilantes. Todo cuidado é pouco.
Todavia, pelos menos ao que parece, a crise que não é apenas econômica, só atinge diretamente e com mais força os trabalhadores e os mais pobres. Uma contradição e/ou ingratidão sem tamanho, posto que foram justamente este segmento social que votou maciçamente no projeto petista de Dilma e Lula. Portanto, mas uma prova cabal de que ninguém ficou imune ao estelionato eleitoral praticado, sobretudo na última eleição. Um crime contra tudo e a boa fé da maioria do povo brasileiro.
De modo que, não somente econômica, a crise por que passa o país se estende do eleitoral até o comprometimento da ética pública e da moral cidadã. Tão grave que, além de envergonhar a nação perante o mundo, também coloca o Brasil na contramão da história por conta do imenso desrespeito cometido contra a democracia e o chamado estado de direito. Um exemplo nunca mais a ser seguido ou imitado.
De escândalo em escândalo cotidianamente o Brasil se supera a si mesmo numa ordem ascendente de acontecimentos daninhos que depõem sobre  a sua própria imagem pelo mundo afora. 
Ao ponto que, do mensalão fomos direto à Lava Jato sob o império da propina e da farra com o dinheiro público. Um esquema criminoso que, de tão democrático não poupou ninguém do andar dos poderosos até os seus asseclas e apaniguados do andar de baixo. 
Definitivamente o PT nos fez entrar numa das maiores desmoralização da nossa história. Algo que parece se refletir em todos os aspectos da vida social do país. 
Penso até que toda esta lama fétida enxovalhou igualmente a própria Copa do mundo, cujo corolário de corrupção é algo incomensurável. E no Brasil não poderia ter sido diferente. É lamentável saber que a inflação está começando a bater a nossa porta. E é revoltante saber que a culpa não foi nossa.
Mas algo no faz acreditar que mais uma vez o Brasil sairá desta. Não pela força dos seus políticos porém a despeito da maioria esmagadora deles... E mais principalmente pelo potencial produtivo inato da sua natureza e a força descomunal da sua boa gente. Isso porque não é qualquer nação do mundo que aguentaria tanta roubalheira e malversação ao longo da sua história sem o quebrar de vez. E o Brasil vem se sustentando até hoje. Sinal de que é forte o suficiente para não cai de vez. Razão porque resistirá por si mesmo às sanhas dos  aproveitadores de plantão, cujo nomes deveriam ser não outros que não: Vermes, Saúvas, Gafanhotos, Cupins humanos...
O povo consciente sempre pode mais, se Deus quiser e ele há de querer...
Viva o Brasil !
------------------
José Cícero
Aurora - CE.

Nenhum comentário:

Google+ Followers