sábado, 31 de dezembro de 2016

Prefeitura inaugura Casarão do Cel. Xavier sob os aplausos da população














Gestão do prefeito Adaiton Macedo por intermédio da sua secretaria de cultura e turismo  inaugurou na noite de ontem(30) a Casa da Cultura Moacir S. Pinto e Centro Cultural Aldemir Martins 


Sexta-feira, 30 penúltimo dia da gestão do prefeito Adailton Macedo 
quase no apagar das luzes Aurora ainda recebia uma grande obra popular, diga-se de passagem com muita pompa e alegria. Trata-se do Casarão do Cel. Francisco Xavier de Souza(antiga Cnec) agora completamente restaurado e mantidas suas características originais. 
Um trabalho que ficou belíssimo na opinião de todos quantos 
participaram do grande acontecimento inaugural ocorrido na noite de sexa.
Um prédio centenário que antes corria o risco de cair e de se perder para sempre um pedaço importante não apernas da história arquitetônica de Aurora, mas de toda a região. Adquirido pela gestão municipal(assim como a casa do agente da Reffesa onde hoje funciona a sede da Secult) o casarão do Cel. Xavier constitui - conforme disse o secretário José Cícero em sua fala, o que há de mais autêntico ainda presente, da rica historiografia aurorense de meados do século XIX. Algo que não podia passar despercebido pela geração do presente e tampouco desaparecer como estaria destinado, caso não fosse a ação providencial desta gestão. O casarão portanto é um testemunho vivo de parte significativa da história de Aurora e região, acentuou.
O prédio agora, lindamente decorado e revitalizado recebeu a denominação de Casa da Cultura Moacir Soares Pinto e Centro Cultural Aldemir Martins(dois filhos da terra) sendo devidamente transformado num dos mais festejados equipamentos culturais da cidade abrigando dentre outras coisas: o museu municipal, a sede da banda de música Sr. Menino Deus, o auditório Dona Santô e a escola de música maestro Esmerindo Cabrinha da Silva. Também oportunizará espaço para exposições temáticas permanentes e temporárias, artes e ofícios no sentindo de fomentar o desenvolvimento cultural do município, disse o secretário. 
A solenidade foi prestigiada por um grande número de pessoas, além de muitas autoridades dentre as quais a vice-prefeita Mariquinha, o ex-prefeito João de Zeca e o prefeito eleito Júnior Macedo, bem como todos os secretários da gestão. A banda de música municipal fez a abertura da solenidade ao executar, além dos hinos nacional e do município belos dobrados do passado. Fizeram uso da palavra o secretário de cultura professor José Cícero e o prefeito José Adailton Macedo. 
O padre Antonio José - pároco da cidade, realizou a benção do prédio diante da multidão que se fez presente.
Segundo o prefeito e o próprio secretário, os recursos para à obra 
foi fruto de emenda parlamentar conseguida através do deputado federal Mauro Benevides, contando também com o apoio logístico do ilustre aurorense Francisco Sobreira(Gato) presidente da Associação dos ex-funcionários situada da Reffesa na capital cearense.
O mais lamentável, porém foi a ausência de qualquer familiar ou representante do homenageado, inclusive, a curiosa falta do vereador proponente da homenagem que, além de não se fazer presente sequer realizou qualquer contato com a organização acerca do acontecimento. 
O que por sua vez demonstra o grau de sensibilidade 
contida numa iniciativa desta envergadura histórica quando não há sequer o comparecimento como deveria. Algo que devia ser encarado com maior desvelo e critério nas inciativas futuras. 
Mas nada disso tirou o alto brilho do acontecimento - e as imagens falam mais do que mil palavras.
Parabéns Aurora pela preservação de uma parte fundamental 
da sua história, posto que tudo começou ali.
______
# Da Redação do Blog de Aurora.
fotos Luiz Neto

Nenhum comentário:

Google+ Followers