sábado, 13 de junho de 2015

Artigo do engenheiro Luiz Carlos aborda a Santa Ceia de Aurora*

A SANTA CEIA E A ARTE SACRA NA MATRIZ DO SENHOR MENINO DEUS EM AURORA/CE.
(Uma obra artística e cultural intimamente ligada ao povo de Aurora)

“Enquanto comiam, Jesus tomou o pão, deu graças, partiu-o e o deu aos seus discípulos, dizendo: Tomem e comam; isto é o meu corpo. Em seguida tomou o cálice, deu graças e o ofereceu aos discípulos, dizendo: Bebam dele todos vocês. Isto é o meu sangue da aliança, que é derramado em favor de muitos, para perdão de pecados”.

O articulista aurorense
A Santa Ceia ou Ceia do Senhor foi instituída pelo próprio Jesus Cristo, na noite em que foi traído, às vésperas de sua crucificação. Foi a sua ultima refeição/reunião junto com os seus apóstolos, na Cidade Santa de Jerusalém.
Esse ato solene representa a base escritural para a instituição da Eucaristia, também conhecida como "Comunhão" – um momento de extrema importância a marcar a união (comunhão) da igreja e o fortalecimento espiritual dos cristãos. Para nós, membros da Igreja Católica, acreditamos que o pão e o vinho, quando consagrados pelo sacerdote (doutrina chamada de transubstanciação), se transformam no próprio corpo e sangue de Cristo no momento da Ceia.
Portanto, a Santa Ceia ou Comunhão não pode ser tomada de qualquer forma, razão pela qual somos orientados a examinarmos o nosso coração antes de participar. E é nesse exame que nos colocamos diante de Deus, reconhecendo o valor de Cristo e Sua Obra, bem como, avaliando nossa vida, confessando os nossos pecados e tomando decisões de mudanças. Só assim ficamos prontos para participar.
Para o Padre José Arnaldo Juliano dos Santos,professor e pesquisador do Museu de Arte Sacra de São Paulo, “Arte Sacra é aquela que está intimamente vinculada ao ‘espaço sagrado’ do culto, ou seja, ao ‘espaço litúrgico’, no qual se celebram os atos litúrgicos da Igreja como a Eucaristia (Missa) e outros ofícios sagrados. Então, aí temos uma variedade de elementos: Imagens de santos e santas ou pinturas de passagens bíblicas que ornamentam os altares; a arquitetura das igrejas; os altares; castiçais onde se colocam as velas, lampadários; sacrários; tapeçaria; mosaicos; alfaias comumente chamados de paramentos litúrgicos ou roupas litúrgicas; instrumentos musicais apropriados, etc. Todo este conjunto deve auxiliar os fiéis a mergulharem na beleza divina e, assim, se aproximarem do Mistério que estão celebrando”.
Em resumo, somente se classifica como Arte Sacra quando a obra está inserida no contexto espacial e experimental litúrgico. O que difere da Arte Religiosa, a exemplo da produção artística dos chamados “santeiros” que fazem e multiplicam imagens de santos e santas para a veneração domiciliar. Como destaca o estudioso, “toda arte sacra é arte religiosa, mas nem toda arte religiosa é arte sacra”.
Integrando de forma harmônica o Altar da Igreja Matriz da Paróquia do Senhor Menino Deus, em Aurora/CE, temos uma belíssima obra de Arte Sacra. Trata-se da “Santa Ceia”, esculpida em cimento pelo Mestre Franzé d’Aurora. Em exposição permanente há mais de três décadas, o quadro traz brilho e beleza à nossa matriz, vinculando-se plenamente ao “espaço sagrado” das celebrações eucarísticas.
Considerado um dos mais belos monumentos artísticos da Região do Cariri, os Paroquianos do Menino Deus não conseguem enxergar a Igreja Matriz sem a magnífica escultura. Prova dessa ligação íntima foram as diversas manifestações de descontentamento e de preocupação da comunidade em razão de boatos de que o Vigário, padre Antônio José Nascimento, planejava promover reformas no altar, em prejuízo da produção artística já incorporada ao santuário pela fé, religiosidade e cultura do povo aurorense.
Mas, imagino, foram apenas boatos. Seria inadmissível que o sacerdote, um homem de extrema sensibilidade e de comprovada dedicação à Igreja Católica e aos seus paroquianos, viesse tomar uma decisão dessas. Eu diria um Sacrilégio.
A “Santa Ceia” da Matriz do Menino Deus viverá para sempre!
............................................................
(*) Luiz Carlos de Aquino Pereira
É aurorense de boa cepa.
Engenheiro Agrônomo pela Universidade Federal do Ceará – UFC

Mestre em Economia Rural pela UFC

Perito Federal Agrário do INCRA/CE.
> Colaborador do Blog de Aurora.

Nenhum comentário:

Google+ Followers