quarta-feira, 17 de abril de 2013

Bilhões e Bilhões de Carl Sagan – Por José Cícero


Leitura tardia. Contudo, acabei de sorver hoje mais um livro que há muito se encontrava pacientemente (como tantos outros)                          na fila  de espera da minha estante.  Nestes casos, a espera nunca será uma coisa boa. Algo  que, a meu juízo,   minha exigüidade de tempo, aliada  a luta pela sobrevivência  têm muitas vezes praticamente me impossibilitado de fazer com relativa freqüência: estas leituras cotidianas. 
Posto que, nem só de pão vive o homem. Além do que, uma única vida é muito pouco para que possamos ler e conhecer todos os clássicos da literatura mundial.
Trata-se  portanto, de  “Bilhões e Bilhões”, uma obra seminal, daquele que possivelmente(a meu ver) foi  o mais engajado e  importante  pensador  do século XX – Carl Sagan  – morto em 1996.  Um intelectual  homem de ciência que fez da sua própria vida, um verdadeiro sacerdócio quando da luta pela difusão de idéias, saberes e conhecimentos em favor da natureza, da espiritualidade e da vida. Sem, entretanto,  perder de vista o efetivo fortalecimento dos princípios éticos, educacionais, históricos, humanistas e ambientais.
A citada obra, publicada postumamente em 1997  por sua esposa, a também escritora e colaboradora   Ann Druyan Sagan;  constitui-se como um interessante  apanhado de vários artigos científicos  e outras contribuições  diversas  do pensador e professor de astronomia da Universidade da Califórnia(EUA),  com vistas à compreensão do mundo e da existência humana, como de tudo o mais  que compõe a biosfera.   
Os artigos enfeixados neste livro, ao contrário do que possa parecer num primeiro momento, não representam uma temática díspares(mas ao contrário), configura-se como um tema quase único,  focado sobremaneira 'na vida, na morte do planeta, do universo e do ser humano, tanto coletivo, quanto individual'. Um livro realmente de avantajada sabedoria.
Escrito por alguém que, malgrado a secura das suas verdades necessárias e até certo ponto, incovenientes,  acima de tudo confiava no homem como um sujeito histórico ainda capaz  de tornar a vida e o mundo melhor. Um pensador que acima de tudo, acreditava na viabilidade da salvação do planeta, como  na conquista de uma felicidade harmônica e coletiva.
Sagan  ficou mais conhecido ao redor do mundo, a priori através da famosa série de TV “Cosmos” que o mesmo produziu e apresentava com regularidade a partir da sua pátria. Ainda hoje,  um importante documento audiovisual  veiculado, por exemplo  aqui no Brasil na TV Escola e em, especiais da TV Cultura.  Como ainda, em diversos países do mundo por se tratar de algo realmente antológico quando o assunto é ciência, educação, astronomia e meio ambiente.
Vale a pena lê-lo.  Eis o presente: “Bilhões e Bilhões – ‘Reflexões sobre vida e morte na virada do milênio’.  Troque o seu tempo de TV por esta leitura. Presumo que você não irá se arrepender.
De Carl Sagan – apenas mais um dos meus admiráveis gurus.
Para compreender um pouco mais:
Carl Sagan
Carl Edward Sagan foi um cientista, astrônomo, astrofísico, cosmólogo, escritor e divulgador científico norte-americano. Sagan é autor de mais de 600 publicações científicas, e também autor de mais de 20 livros de ciência e ficção científica.


Nascimento: 9 de novembro de 1934, Brooklyn

* Prof.  José Cícero
Secretário de Cultura e Turismo
Aurora - CE.
Foto ilustrativa: da Internet
................................ 
LEIA MAIS EM:
e no Faceboo



Nenhum comentário:

Google+ Followers