sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Onde estão os adversários ou inimigos de Eduardo Campos?

Por José Cícero______________

Incrível como o gênero humano em particular e os políticos em geral são, parciais, cínicos e cara-de-pau. Demais, além da conta. Basta ver como muitos dos que até pouco tempo esculachavam com o Eduardo Campos estão dizendo agora, após a tragédia que vitimou o saudoso político pernambucano e sua equipe. Como se ver, cinismo sem tamanho que não convence nem os idiotas.
No topo da lista pra variar está o Ciro Gomes(ex-PSDB,ex-PSB), de onde não se exclui muitos dos pseudomandatários do poder central e também da periferia. A começar(só para citar alguns) pela dupla do JN (da Globo, claro) que na noite anterior ao acidente fatal em entrevista na bancada tentaram a todo custo nocautear no baixo ventre o neto do velho Arraes, como se ali estivem diante de um novo Leonel Brizola.
Mas, caprichosamente o mundo dá muitas voltas. De modo que nenhuma força bruta, por mais bruta que o seja consegue deter a mansidão leve e indomável do imponderável. Como diria o poeta, “o destino conduz aquele que consente e arrasta o que lhe resiste”. Ou seja, fizeram de tudo para isolar politicamente Marina Silva inviabilizando-a na penumbra dos bastidores institucionais, com medo de que seus quase 20 milhões de votos pudessem viabilizar um segundo turno. Algo até bem pouco tempo fora de cogitação (pelo menos para ‘eles’).
E olha só o que aconteceu: Seria cômico se não fosse trágico. Com o lamentável fim de Eduardo Campos – Eis que ressurge Marina no palco da disputa ainda mais forte do que antes. Quer seja pelo carisma da sua imagem, pela dureza necessária e absoluta das suas posições políticas ou mesmo pela indiscutível comoção nacional diante da tragédia que deu cabo a vida prematura e a carreira promissora do bom pernambucano. Contudo, pelo menos por enquanto não estou me reportando a tal famigerada “Conspiração”, porque como veremos noutra oportunidade, há muito estranhamento no dramático e triste episódio.
O certo é que agora, mais do que antes, o medo e o cinismo estão à flor da pele e na cabeça de todos os poderosos que achavam que tudo estava dominado. Que podiam tudo, até se perpetuarem no poder com a força da caneta e a maquiagem propagandista, aliada a um pouco mais de pão e circo.
Caso o PSB e a própria Maria aceitem dá continuidade ao projeto de Campos – A dinâmica das eleições presidenciais deste ano será outra diametralmente oposta a que os poderosos arquitetaram.
Casos não façam o que fizeram quando inviabilizaram a Rede Sustentabilidade da Marina Silva.
Sem, no entanto esquecer que agora existe um protagonista novo na jogada, isto é, o PSB que pode ser cooptado pelo canto da sereia ou pela miragem provocadora da sede do poder.
De forma que, nunca é demais repetir o velho ditado que diz: “gato escaldado tem medo de água fria”. Por fim, neste tabuleiro escuro e sujo da política brasileira sempre à base do toma lá dá cá, tudo é possível, inclusive nada.
E como bem disse recentemente o jovem Eduardo não haveremos de desistir de sonhar o Brasil. 
Oxalá!
..............................
José Cícero
Aurora - CE.
foto: Internet

Nenhum comentário:

Google+ Followers