sábado, 13 de outubro de 2012

Saudade do professor Paulo Aquino... Por José Cícero

Jovem professo Paulo Aquino
 O Crime e a Sociedade da Barbárie...*
Todo crime por si só já é chocante em sua essência e portanto, constitui um ato antisocial, deveras contrário à natureza humana. Porém, alguns mais do que outros  têm o poder de abalar e mexer  o mais profundamente possível com o cotidiano  de uma comunidade, notadamente as mais tranquilas e aprazíveis dos nossos rincões mais longínquos.
Os agora raríssimos municípios interioranos que ainda conseguem a duras penas, num diapasão sociológico, fazer um diferencial entre a relativa paz  encetada pelo modo de vida do interior e os duros conflitos sociais atualmente vivenciados pelas grandes cidades e as metripóles em geral estão aos poucos sendo penalizados pela importação da criminalidade. O medo do terror impulsionado, dentre outras coisas pelo crescimento urbano acelerado, o exôdo rural, a desigualdade e a miséria etc vem rapidamente tornando as cidades por mais pequenas que o sejam, similares a todas as demais. A sensação que se tem, é de que não há mais lugar seguro e nem tranquilo para se viver  no mundo. De modo que a violência de toda a sorte, agora virou de vez uma lição da mais pura geografia, posto que está a ocorrer em todos os quadrantes sociais do país e mesmo em escala planetária. A suposta modernidade, inclusive tecnológica,  imposta pela chamada globalização, também globalizou por sua vez, todas as mazelas mundiais. E a sede de consumo e de poder terminou por cegar literalmente parcelas importantes dos seres humanos.
De modo que nenhum indivíduo(rico, pobre ou miserável) estará totalmente protegido, se não estivermos desde já plenamente unidos e conscientes do nosso papel... cumprindo e cobrando providências drágicas e morais no sentido de garantir o quanto antes uma sociedade mais ética, fraterna, socialmente justa e humanista. Do contrário, a convivência humana estará por demais comprometida. Portanto, uma sociedade que não se cuida e nem se protege do crime e da violência com base na solidariedade e na igualdade  só lhe restará o caos e o cinismo. Como de resto, diríamos que toda  impunidade  é  mãe da injustiça que tem a impunidade como filha... E isso, convenhamos, representa uma grande entrave a qualquer convivência harmoniosa dos seres humana onde quer que se encontre.
O Crime:
O que ocorrera na noite da última quinta-feira(11) em Aurora, quando o jovem professor Paulo Aquino(33 anos) foi barbaramente assassinado e, em seguida teve o seu corpo queimado, não pode passar  apenas como mais um episódio triste e lamentável fadado a cair no esquecimento total. 
A sociedade precisa tomar para si este sentimento, não somente de perda, mas  também de indignação. Ou os cidadãos de bem se unem contra a barbárie ou a barbárie tomará conta de tudo. E aí não haverá mais jeito... A justiça precisa agir - afinal de contas,  terá que se mostrar na prática que de fato é mesmo a guardiã soberana da sociedade. O assassinato do jovem cidadão Paulo Aquino, não poderá cair no esquecimento social, como (infelizmente) tem sido comum por  esta nação inteira(com rara exceção). A sociedade de bem precisa se manter vigilante para que absurdos como este não voltem a se repetir no seio nossa comuna.O cruel assassinato desde jovem filho de Aurora representa por fim, uma afronta a todos os cidadãos de bem...
A Notícias:
Jovem professor de Aurora é barbaramente assassinado
Na manhã da última quinta-feira(11) um corpo parcialmente carbonizado foi encontrado por um morador na zona rural da região de Varzantes, mas precisamente na entrada do sítio Lagoa do Mato a cerca de 9 km da sede de Aurora. Num primeiro momento, sua identificação não foi precisada em virtude do grau de deformação provocada pela ação do fogo causado por gasolina ou álcool.  
Pouco tempo depois, familiares deram conta do desaparecimento, desde a noite anterior, do jovem professor Paulo Gonçalves de Aquino. Em seguida foi comprovado a identificação do corpo como do professor, pelos seus familiares. Informações populares dão contas de disparos de revólver   na nuca da vítima, que também teve seu corpo queimado no local. Como ainda teve sua moto e o telefone celular roubado. (0 blog de Aurora resolveu não publicar as fotos  por serem fortes demais).
Missa de corpo presente na Igreja Matriz de Aurora
Até o momento nenhuma informação foi dada acerca do autor ou dos autores do bárbaro assassinato. Mas as investigação estão em curso em caráter sigiloso pela polícia Militar. A expectatiba é de que a qualquer momento podemos ter novidades sobre a autoria  deste crime que abalou toda a população de Aurora.
O sepultamento ocorreu na manhã de hoje(sábado, dia 13) em Aurora logo após a celebração da missa de corpo presente ocorrida na igreja matriz que esteve completamente lotada, visto que o jovem, além de muito querido pelos aurorenses era também  um dos antigos ajudantes da paróquia e integrante do coral. Os três padres que oficiaram a celebração também fizerm um apelo emocionado à comuniudade e as autoridades constituídas no sentido da  elucidação do crime, bem como no sentido de evitar que o mesmo não possa cair no esquecimento.
(jc)
....................................................
LEIA MAIS EM:

Um comentário:

vanilda disse...

Lamentável, muito triste! Como não nos abalarmos com esse tipo de tragédia? Ato que INOJA...Monstros soltos pelo mundo! E de fato, a certeza do esquecimento na lentidão da justiça. Sistema de Segurança rigoroso em pontos estratégicos e resto do mundo esquecido!!!
E assim se vai mais UM; que pode ser um filho, um irmão, um pai, uma mãe, um homem, uma mulher, UM PROFESSOR!
Descanse em PAZ Paulo Aquino. QUE DEUS TE CONCEDA A LUZ ETERNA E CONFORTE O CORAÇÃO DOS TEUS FAMILIARES E AMIGOS.
Vanilda SP.(aurorense)

Google+ Followers