quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Pesquisadores paraibanos visitarão neste sábado as Minas do Coxá em Aurora

Recente visita da Secult às minas do Co
Na manhã deste sábado, uma equipe da secretaria de cultura local juntamente com o secretário José Cícero receberão a visita de dois pesquisadores paraibanos: o prof. Francisco Pereira Lima da UFPB de Cajazeiras-PB; bem como do escritor Francisco Cartaxo, atualmente radicado em Recife-PE. 
No roteiro, uma incursão às famosas e históricas Minas do Coxá - situadas no território de Aurora na região do riachos das Antas já nos limites com os municípios de Milagres e Barro.

MINAS DO COXÁ:

Estas que no passado pertenceram ao Padre Cícero Romão Batista de JN e que foram motivos de célebres rixas de potentados, o padre e sitiantes do lugar, notadamente quando da propalada demarcação a cabo do Dr. Floro Bartolomeu em 1908. O que coincidentemente ocorreu simultâneo à questão de oito - quando a cidade de Aurora fora covardemente invadida e saqueada por mais de 600 jagunços,  
Depois do chamado fogo do Taveira que culminou com a deposição do então dependente municipal Totonho de Monte Alegre e a ascensão do cel. Cãndido do Pavão - aliado de Marica Macedo e, por sinal representante do padre Cícero em Aurora.
O que como afirma o secretário JC " constitui um episódio bastante representativo quanto à riqueza histórica e cultural de Aurora em particular e do Cariri em geral".
A visita ao serrote do Coxá, conforme explicou o professor Pereira, assim como dados e imagens servirão para o livro de Fco Cartaxo que está sendo elaborado sobre 'a criação da Diocese de Cajazeiras' datada do ano de 1914. "Ele está precisando fotografar as Minas do Coxá, que pertenceram ao Padre Cícero" enfatizou Pereira. 
"Será uma imensa honra ciceronear esta dupla de grandes amigos pesquisadores, além do meu confrade conselheiro do Cariri Cangaço o professor Pereira de Cajazeiras, conclui o secretário.

Equipe do Centro Cultural Banco do Nordeste de JN visita atrativos históricos de Aurora

Na última sexta-feira(23) agentes do Centro Cultural Banco do Nordeste de Juazeiro do Norte estiveram visitando a sede da secretaria de cultura e turismo do município(fotos). Na oportunidade foram recebidas pelos secretários municipais José Cícero(da cultura) e Pedro Henrique(da Juventude). Na pauta, a formulação de um projeto regional relativo ao mapeamento dos atrativos, equipamentos e potencialidades culturais e históricos de Aurora, Lavras e adjacências.
A proposta tem como meta a construção de uma agente cultural de cunho regional como forma de promover e fomentar o turismo regional, além do chamado eixo crajubar, explicou as agentes. 
A equipe do centro cultural BN esteve visitando, além do acervo de arte instalado na sede da Secult, a estátua do padroeiro Sr. Menino e exposição de imagens na praça da matriz, ainda a estação ferroviária, a capelinha da mártir Francisca e por fim, o antigo casarão-sede e o antigo engenho(foto) do sítio Mel(Tipi) que no passado pertenceram à família da matriarca Marica Macedo do Tipi.
Além das edições da Revista Aurora que inclui muitos informes sobre a história local, o responsável pela Secult irá enviar para o CCBN, alguns documentos informativos, tais como: os livros sobre a história de mártir Francisca, Marica Macedo, o poeta Serra Azul, o pintor Aldemir Martins, bem como sobre a passagem de Frei caneca( com a recente contrução do Obelisco em sua homenagem no sítio Juiz) e a passagem Lampião por Aurora afim de que tudo isso  possa fornecer suporte de dados com vistas a elaboração do documento acerca dos mais importantes atrativos turísticos, culturais e históricos de Aurora, disse o secretário.
............................................
Da Redação do Blog de Aurora.
fotos: Adriano de Sousa Anão

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

História do Cangaço: Bom de Vera e a Senhorinha de Corisco

Sr. Adelson de camisa listrada ao lado de JC e Bosco André
Pesquisadores Bosco André e JC  com o do quadro no museu de Joaca Rolim
Com o sobrinho de Bom de Vera no sítio Chiqueiro das Cabras em M. Nova
Bosco André, Luzilma Rolim, mestre Elias e JC no memorial da Missão Nova
Na residência do vereador Zinha na fazenda Barreiras
D. Luzilmar Rolim no memorial de Joaca e Toinha na M. Nova
No casarão de Seu Joaca com Bosco, mestre Elias e Luzilmar Rolim
Na residência de Adelson - sobrinho de Bom de Vera
Casarão de Seu Joaca Rolim
Os pesquisadores José Cícero(Aurora) e João Bosco André(M.Velha) empreenderam visitas no último final de semana à região do distrito de Missão Nova(município de Missão Velha-CE.  No roteiro, o sítio Chiqueiro das Cabras e Forquilha( que hoje compreende a fazenda Barreiras) famosos por terem abrigado no passado os temidos cangaceiros oriundos de Caririzinho-PE - Bom de Vera, Lua Branca e João 22 que também integraram o bando de Lampião.
No lugar ainda hoje residem vários parentes de Bom de Vera, a exemplo do Sr. Adelson(foto) - sobrinho do valente cangaceiro, que com  inegável cortesia recebeu os conselheiros do Cariri Cangaço em sua residência para uma proveitosa conversa sobre o tema. Falando sobretudo sobre sua mãe que no lugar era conhecida como Alzira de Bom de Vera.
No interior do memorial
Dados e informações históricas que serão utilizadas e reforçarão o embasamento dos livros que estão sendo escritos por ambos os pesquisadores, ou seja: "História de Missão Velha" (de Bosco André) e "Lampião em Aurora: Antes e depois de Mossoró"( de J. Cícero).
Partes daquelas antigas terras um dia pertenceram, inclusive, ao sr. João Arruda - irmão por parte de pai do célebra coronel Izaías Arruda( filho de Aurora e então prefeito de M. Velha). Quem sabe por ali, não se dera o primeiro contato e amizade do coronel com  Massilon Leite e  Lampião?
"Além de um interessante momento de absoluta aprendizagem, está e pisar o solo sagrado de Bom de Vera e sua cepa, é algo que nos enche de entusiasmo, sabedoria e curiosidade... Ao passo que nos transportamos no tempo e no espaço no sentido de descobrir e redescobrir novas lutas e acontecimentos emblemáticos que marcaram para sempre a verdadeira história(não-oficial) dos sertões e suas gentes", disse o professor José Cícero durante a visita. "Algo que realmente não tem preço", completou.
Antigo engenho do sr.Pedro da Cruz
No caminho eles também visitaram os lugares onde um dia existiram os famosos engenhos de aguardente e rapadura de conhecidos latifundiários de antigos anos de fartura, tais como: Seu Adalberto Farias(sítio Coqueiros), bem como na extensão da Missão Nova dos senhores:  Pedro Saraiva, Antonio Argeu, Osvaldo Esmeraldo, Pedro da Cruz e Joaca Rolim - antigos símbolos de poder e de fomento da economia regional - e que infelizmente hoje, só fazem parte da memória de poucos.

MEMORIAL DE JOACA ROLIM E TOINHA:

Ressalta-se igualmente a visita ao velho casarão do patriarca Joaca Rolim - que agora abriga o memorial da família. Trata-se de um rico acervo de peças, documentos e outros pertences do famosos senhor de engenho - o maior benfeitor de Missão Nova e região. Um homem incomum pela visão e sabedoria que o projetou muito além do seu tempo.
Um equipamento histórcio-cultural importante que ainda se mantem de pé, graças aos esforços redobrados da Sra. Luzilmar Rolim, filha do Sr. Joaca. O que segundo ela, precisa urgentemente de parcerias governamental e afins no sentido de garantir a preservação da memória histórica do distrito, de missão Velha e do próprio Cariri.

Senhorinha de Corisco:

Coração de Jesus de sinhá
Foi no memorial de Joaca e Toinha que os dois pesquisadores do cangaço, encontram por exemplo, o quadro do Coração de Jesus(por sinal impresso na Alemanha) que nos primórdios dos anos 30 foi dado de presente à esposa de Joaca pela companheira de Corisco. que tinha a alcunha de "Senhoria de Corisco", quando da passagem e estadia do casal por aquele lugar. "O quadro foi doado em sinal de respeito e agradecimento à minha mãe pela hospitalidade que senhoria recebeu quando este por estas bandas, onde inclusive passou muitos dias", disse a diretora do museu Luzilmar Rolim.
Segundo ela, desde então, todos os dia 17 de julho sua mãe celebrava a tradicional renovação(reza do santo), em cumprimento a o pedido da senhorinha de Corisco no momento da entrega do presente a dona toinha, dizendo se tratar de uma promessa com o santo. 
________________________
Da Redação.
Blog de Aurora - CE.
www.prosaeversojc.blogspot.com
fotos: Karlos Marx e JC

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

TCM Recomenda não-realização do Carnaval pelos municípios em situação de emergência

Novamente este ano o Tribunal de Contas dos Municípios(TCM-CE), através de circular nº01/15 datada do dia 13 de janeiro  enviou 'Recomendação' aos municípios cearenses com vistas a não-realização do Carnaval 2015, especialmente aqueles que ainda se encontram sob o decreto relativo a situação de emergência ou estado de calamidade em virtude da estiagem prolongada deste o ano passado.
Ainda, diante do atual quadro de dificuldades por que passa a maioria dos municípios do Ceará o TCM considera que as festividades canavalescas não constituem prioridade pública, levando-se em conta também a obrigatoriedade das prefeituras para pagarem no exercício atual  o novo piso salarial dos professores determinado  pelo Ministério da Educação. Além de outros aspectos levantados pelo tribunal no mesmo documento expedido.
O não-cumprimento da recomendação poderá configurar, dentre outras coisas, um ato de improbidade administrativa por parte dos gestores municipais. Uma vez  que os municípios que, mesmo estando enquadrados na situação elencada pelo TCM no ano passado e que realizaram o carnaval em 2014 estão no momento prestes a ser penalizados.
Desta feita, mesmo os que  eventualmente não se  enquadrem na situação apontada, o TCM recomenda que os seus prefeitos "devem agir com prudência e razoabilidade de modo a evitar o desperdício de recursos e o desequilíbrio das contas públicas". O ofício circular enviado aos municípios cearenses é assinado pelo conselheiro presidente Fco de Paula Rocha Aguiar (ver doc. abaixo).
AURORA:
Mais uma vez em cumprimento a Recomendação em questão o município de Aurora optou pela não-realização do seu tradicional 'Aurora Folia', bem como do concurso de blocos carnavalescos. 
Assim sendo, a Secretaria de Cultura e Turismo(Secult) local após tomar ciência do documento e, em consonância com o prefeito municipal  resolveu divulgar a decisão como forma de melhor informar à população, os fuliões e os componentes dos blocos em geral.
..................
Blog de Aurora
Imagem: da Internet

terça-feira, 6 de janeiro de 2015

TALVEZ...

Quem sou, não sei.
Não há sequer agora
quem me chame...
Não sei mais meu nome
e talvez,
eu nunca jamais saberei.
Não só me basta um nome.
Sou um homem.
Vivi para esquecer
do que fui
e do que efetivamente vivenciei.
Tudo o mais que sobrou de mim
foi esta vontade de viver
a qualquer custo
ou a qualquer preço.
Nada eu fui...
Não sou. Não sei.
Nunca saberei, 
talvez.
Nem me interessa mais
viver nada do que eu fui,
mais uma vez.
Porque nada do que eu fui
eu sei.
Apenas que sobrevivi,
é tudo que sei,
talvez.
------------------------

J. Cícero/2015
Aurora - CE.

Google+ Followers