domingo, 21 de setembro de 2014

Ninguém será dono dos votos de Marina Silva*

Por José Cícero
Em que pese à observação de uma eleição diferente quase sui generis para os padrões interioranos há muito calcado no “toma lá dá cá”, diria que as eleições deste ano ainda vão nos proporcionar grandes surpresas.  Queira Deus agradáveis para todos os brasileiros.
Quem sabe, o fim do que ainda resta dos velhos caciques negociadores de votos  e dos que ainda se acham donos da consciência do povo.
Que estes novos indicativos possam, pelo menos obrigar dentre outras coisas, a tão esperada aprovação da lei da  reforma política/eleitoral.
Porém, diante deste verdadeiro oceano de contradições remanescente do velho sistema eleitoral retrógrado e paternalista é que desejo me deter neste meu comentário, no sentido de traçar um paralelo no que se refere à eleição presidencial, mais especificamente à candidatura  de Marina Silva(pelo PSB por pura conveniência, visto que a corte palaciana com medo dos seus 20 milhões de votos obtidos em 2010 fez de tudo para tirá-la do páreo ao  inviabilizar a sua rede sustentabilidade).
Também da velha política é toda e qualquer pretensão falaciosa de qualquer que seja o político que, após a disputa venha a dizer que os votos obtidos por Marina tenham sido objeto da sua suposta influência política. Porque não somente em Aurora, no Cariri como no país inteiro, os votos de Marina Silva são objetos de uma verdadeira aclamação popular. Quiçá, fruto de um autêntico fenômeno de massa. Uma opção do povo em seu sonho de mudança, contra os desmandos, a corrupção e a mesmice propagandística dos governos das elites.
Portanto, que ninguém se atreva a querer subestimar a inteligência do nosso eleitorado livre e soberano. Se assim o fizer será fatalmente ridicularizado pela verdade objetiva dos fatos, ou no mínimo, será taxado publicamente de mentiroso.
Isso porque, a votação de Marina Silva que certamente em Aurora como no resto do Brasil será histórica e expressiva o que decerto, culminará com sua ascensão ao Palácio do Planalto.
Quem assim ainda teimar em querer passar a imagem de “pai da criança” será desmascarado; primeiro pela pequena quantidade de votos obtidos por seus candidatos, tanto à deputado estadual quanto federal. Depois, pela votação dos nomes ao governo do estado e ao senado que o mesmo possa apoiar. Eis o termômetro, ou quem sabe o ‘detector de mentira’. De modo que será fácil constatar o seu engodo, quando fizermos o necessário comparativo entre estas votações e a de Marina.
Mas adiante, com o 2º turno das eleições presidenciais uma vez que para o Estado o PMDB já está literalmente como se diz: com “a mão na taça”; nem assim será possível alguém querer nos passar “um atestado de besta” ao dizer que a votação de Marina Silva saíra dos seus domínios eleitoreiros, porque os fatos concretos e as circunstâncias reais falarão mais por si mesmos.
Quanto ao resto, a ordem é não desanimarmos. Vamos à luta por um Ceará e um Brasil melhor para todos. Porque ninguém é dono dos votos de Marinas Silva. Sua votação pertence unicamente ao povo ávido por mudanças, ética e cidadania. Fiquemos atentos e vigilantes.
Oxalá, até a vitória!
________________
José Cícero
Aurora – CE.
foto ilustrativa da Internet

Nenhum comentário:

Google+ Followers