quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Literárias: Água, água, água...

Água...
Correnteza de felicidade.
Hídrica calma
Quintessência da vida
Que nos inunda a alma.
Onde se afoga
E se aplaca
O pueril pecado
E todas nossas mágoas.
Água..
Oceanos imensos
Correndo em nossas veias.
Rios de fertilidades.
Luas em cheias
Perenes fantasias
Represadas,
No mar imenso
Como se fossem
as nossas próprias lágrimas.
Água...
Esperanças renitentes
Árvores frutificadas
Em plenilúnio gotejante
Pródigas sementes
No chão plantadas.
Colheitas do eterno pão
Chuvas de prata
Alimento da multiplicação
Lavando a íris dos olhos
das crianças,
Límpida benção
Dos deuses.
Milagre cristalino
Espetáculo de contemplação.
a ocorrer em nossas mãos
onde tudo se represa
e se deságua.
Água...
Símbolo da vida
Ecossistemas da Terra.
Sustentados.
Dádiva planetária
Em harmônica comunhão
Com a flora e com a fauna.
Líquida substância.
Química essencial
Que a tudo forma.
Claro prodígio
que nos sacia
Nuvem de presente
Que nos anima
Assim como
a existência humana
Natureza em oblação:
Água, água, água...

Por: José Cícero
In minhas Metáforas Cotidianas
2010 inédito
Leima mais em:



Nenhum comentário:

Google+ Followers