domingo, 27 de junho de 2010

Tudo pronto para mais um Festal Junino em Aurora

Nesta terça-feira(29) acontece em Aurora na região do Cariri a II edição do FESTAL JUNINO - Festival Municipal de Quadrilhas Juninas de 2010, numa promoção da Prefeitura local por intermédio da Secretaria de Cultura, Turismo e Desporto(Seculte).
Cerca de seis grupos tradicionais de quadrilhas da sede e dos distritos de Ingazeiras e Tipi participam do evento este ano que promete premiar as três primeiras colocadas com uma premiação em dinheiro e troféus. Além dos destaques individuais o município premiará as primeiras colocadas com a seguinte premiação: 1º lugar - 3.000,00(três mil reais); 2º - 2.000,00(dois mil reais), 3º - 1.000,00( hum mil reais), além de uma bonificação de ajuda de custo no valor de Hum Mil reais para cada grupo inscrito junto a Seculte-Aurora.
Na tarde de ontem, sábado(26) na sede da Secretaria foi realizado o sorteio para definir a ordem de entrada para o desfile.
A saber: “Filhos do Sertão”, seguido do “O canto do Sabiá”, “Chapéu de Palha” e encerrando com o “Arraiá do Pró-jovem”. Sendo que a abertura será feita pela quadrilha infantil "Família Busca-pé" e o "Arraiá da Terceira Idade/CRAS".
Após as apresentações acontece o show de forró com as atrações: Cicéu e banda na pisada do forró; a atração de Fortaleza Forró de Aço e encerrando o evento Geraldo Massa e Sousa Cobra.
1º Concurso as Cores do Hexa:
Durante a premiação das quadrilhas vencedoras, serão conhecidas e premiadas as ruas ganhadoras do concurso “As cores do Hexa”, competição criada pela Seculte no sentido de bonificar as duas ruas e avenidas de cada bairro e do centro da cidade mais bem enfeitadas com as cores da seleção brasileira.Além das atrações musicais a ornamentação do local está sendo uma atração à parte, face a beleza de todo o cenário que está sendo preparado para receber os tradicionais festejos juninos de São Pedro.
A ornamentação com as cores dos tradicionais folguedos juninos e da Copa, realizada pela equipe da Seculte nas praças, ruas e avenidas da cidade constituem uma atração à parte, diz a coordenação do evento.
Arraiá da Prefeitura:
Em comemoração as festividades juninas funcionários do paço municipal juntamente com o executivo e secretariado realizam neste domingo(27) na CSU o "Prefeitura no Arraiá" - quadrilha junina composta pelos que fazem a gestão municipal. Todo o funcionalismo municipal está sendo convidado a tomar parte do ato comemorativo que acontece a partir das 19 h nas dependências do Centro Social Urbano na vila Paulo Gonçalves.
Serviços:
Prefeitura Municipal de Aurora
Secretaria de Cultura, Turismo e Desporto – SECULTE
II Festal Junino EDIÇÃO 2010
PROGRAMAÇÃO
18:30h – Quadrilha Infantil do Araçá: 'Família Buscapé'.
19:00h – Arraiá da 3ª Idade. CRAS/Ação Social.
19:30h – Arraiá do Pró-Jovem de Ingazeiras.
20:00h – Quadrilha Chapéu de Palha do Tipi.
20:30h – Quadrilha Os Filhos do Sertão. Araçá/Sede.
21:00h – Quadrilha O Canto do Sabiá. Col. Mun. Romão Sabiá(Araçá).
22:00h – Início do show musical: Cíceu e banda 'na pisada do Forró'.
12:00h – Forró de Aço. ( Sensação de Fortaleza)
02:00h – Geraldo Massa e Souza Cobra.
Copa do Mundo: Seculte e Prefeitura realizam concurso - As cores do Hexa:
Durante o Festal Junino serão conhecidas e premiadas as ruas ganhadoras do concurso "AsCores do Hexa".
Serão premiadas as duas ruas ou avenidas de cada bairro e do centro da cidade mais bem enfeitadas com as cores da seleção brasileira de futebol.
1º lugar de cada bairro e centro - 250,00(duzento e ciquenta reais)
2º lugar de cada bairro e centro - 200,00(duzentos reais).
Da Redação do Blog da Aurora
LEIA MAIS EM:
www.aurora.ce.gov.br
www.jcaurora.blogspot.com
www.blogdaaurorajc.blogspot.com
www.seculteaurora.blogspot.com

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Equipe de pesquisadores da Revista Aurora segue os passos de Lampião em terras aurorenses









No último final de semana os representantes da 'Revista Aurora' José Cícero e Luiz Domingos deram continuidade aos trabalhos de pesquisa sobre o itinerário de Lampião e o seu bando no território aurorense. Durante todo o dia de sábado(19) os pesquisadores visitaram as localidades rurais de Malhada Funda, Malhada Vermelha, Caboclo, Ipueiras e Serra dos Cantins, locais por onde passou em junho de 1927 o rei do cangaço junto com seu bando perseguidos que foram pelas volantes do Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte, logo após o fracasso da invasão a Mossoró.
Na oportunidade a equipe da revista, capitaneada pelo secretário de cultura José Cícero colheu depoimentos importantes de pessoas da comunidade, bem como de parentes dos que participaram diretamente dos episódios ligados à trajetória lampiônica nas terras de Aurora.
Itinerários dos cangaceiros revisitados:
Em Malhada Funda a equipe visitou o antigo casarão do Sr. Gregório Gonçalves(já falecido) onde um boi e duas ovelhas foram abatidos pelo proprietário para o almoço de Lampião e os seus cabras. Na Malhada Vermelha foram entrevistados o filho e a esposa do guia que lavara Lampião até Ipueiras e a serra dos Cantins. O punhal presenteado pelo rei do cangaço também foi apresentado aos pesquisadores(ver foto).
Foram visitados ainda os locais por onde Lampião passou e pernoitou com o seu bando, a exemplo do Açude Velho no sítio Tigre. Além do exato local onde foi assassinado um dos cangaceiros de Massilon Leite, de nome “Catita” um pouco mais adiante.
No sítio Caboclo a equipe entrevistou parentes de um antigo proprietário assassinado pelos jagunços da região, pelo fato de o mesmo não ter atendido ao pedido de fornecimento de um segundo boi para o grupo. Mas tal assassinato não fora perpetrado pelo bando de Lampião como equivocadamente passou à história. Detalhes desta casuística serão pormenorizados na edição especial da Revista Aurora, bem como durante o seminário do Cariri Cangaço.
A não menos famosa Ipueiras do coronel Izaías Arruda:
Na Ipueiras foram feitos registros do exato local onde ocorreu a célebre tentativa de envenenamento, cerco, incêndio e confronto do bando de Lampião com a volante do Major Moisés de Figueiredo e os jagunços do coronel Izaías Arruda, este último sob o comando de Zé Cardoso. Na Ipuieiras foram feitas, inclusive, fotografias do local onde existiu a antiga residência do coronel Izaías ao lado da de Zé Cardoso esta última, ainda hoje de pé.
No próximo final de semana a equipe prosseguirá com as visitações e pesquisas desta feita às regiões de Diamante, Serra do Coxá, Jatobá, Brandão, Varzantes, Lagoa do Mato, Boa Vista, Serra dos Quintos e do Góes, Caiçara, Cajuí, Morro Dourado, Antas e Ingazeiras.
Reportagem especial para a Revista Aurora e o Cariri Cangaço:
Todo o material catalogado servirá para a terceira edição da Revista Aurora, bem como para a apresentação que o secretário José Cícero dará durante o Seminário do Cariri Cangaço que acontece em Aurora no dia 21 de agosto assinalando o aniversário dos 80 anos da passagem de Lampião e seu bando por Aurora.
Uma segunda parte do acontecimento em Aurora acontece à tarde do mesmo dia no distrito do Tipi enfatizando a figura de Marica Macedo, cuja apresentação será feita por Vicente Landim de Macedo.
“O Cariri Cangaço 2010 promete se transformar no maior evento brasileiro a tratar da historiografia do cangaço e suas principais capilaridades, além de outras temáticas que marcaram profundamente a sociologia dos sertões nordestinos”, enfatizou o professor José Cícero.
O município de Aurora participa do evento a partir da recente adesão oficial decidida pelo prefeito Adailton Macedo. Uma prova da grande preocupação que tem em relação à preservação e o resgate da nossa memória histórica. O cangaço e Lampião são fragmentos importantes da nossa história, assegurou o secretário de cultura do município.
Serviços:
O Cariri Cangaço é uma promoção da Cariri do Brasil, uma realização das prefeituras municipais de Crato, Juazeiro do Norte, Barbalha, Missão Velha e Aurora, URCA/PROEX e ainda o apoio da SBEC, do ICC, do Centro Pró Memória, do ICVC, da Fundação Memorial Padre Cícero, da Associação de Cordelista de Crato, do Ponto de Cultura Lira Nordestina, do SEBRAE, do SESC e do Centro Cultural Banco do Nordeste, Grupo Empresarial Guanabara, Revista Nordeste VinteUM e GEOPARK Araripe.
Participe. Aurora e o Cariri esperam por você!
Da Redação:
LEIA MAIS EM:
http://www.jcaurora.blogspot.com/
http://www.aurora.ce.gov.br/
http://www.seculteaurora.blogspot.com/
http://www.blogdaaurorajc.blogspot.com/

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Um Adeus para Saramago*

Por José CíceroAdeus Saramago!
Poeta libertário, socialista.
Exímio zelador do bom vernáculo português.
Emissário da língua dos deuses...
A receber de nós, pobres mortais
toda honra e toda glória.
Saramago.
Prosador comunista.
Homem do povo.
Vate idealista enchendo a vida de sentido
E de outros significados práticos.
Poeta utópico. Ateu Convicto. Agnóstico.
Pássaro lusitano a construir com gestos plásticos
Sonhos centenários.
E com idéias toda a felicidade possível
em romances adormecidos nas Canárias.
Letras de fogo e de plumas embelezando a vida.
Saramago.
Lítero-guerreiro do além-fronteira por trás-os-montes.
Artesão dos sentimentos mais sentidos.
Pensador inverossímil de todo o existencial fantástico.
Travando sempre com símbolos e com palavras
o bom combate em favor do belo e dos oprimidos.
Pensamento que engrandece tudo o mais que existe.
José Saramago.
Comunista libertário.
Sonhador de um mundo novo.
Prosador profundo, psicológico.
Prosa farta a se derramar entre a fauna humana.
Poética metafísica que não tem mais nome.
Cronista póstumo do inédito.
Profeta visionário do tempo futuro.
Acendedor de candeeiros contra o escuro
pondo fim a ignorância e o absurdo
de tudo o mais que é esdrúxulo, estúpido e ridículo.
Saramago.
Sol de Portugal a se irradiar por todo o mundo.
Jardineiro do planeta exótico.
Pena de ouro escrevendo o inusitado.
Eterno revolucionário, Rosa de Luxemburgo.
Autoexilado nas ilhas Canárias.
Espanha de Cervantes e de Garcia.
Dom Quixote, Sancho Pança lusitano.
Poeta metafórico do belo estro.
Cantando sob os arvoredos espanhóis
Um tango, um fado.
Escrevendo um conto...
Pensando a vida no seu todo e em fragmentos.
Ante o prisma de um poema concreto
E um romance antigo sobre a cegueira em fogo.
Antevendo futuros
em antemanhãs de diálogos consigo mesmo.
Árduo ofício das letras
em que viveu nos altiplanos imperativos
num silêncio profundo e gritos solitários.
Edificando verdades
perante a tessitura cotidiana do verbo humano.
José Saramago.
Mágico protagonista dos livros.
Prêmio Nobel primeiro da nossa língua.
Guerreiro invencível.
Poeta intransigente dos justos.
Granítico evangelho,
segundo a si próprio.
E assim como: o próprio Jesus Cristo.
Escritos - sinônimos do incompreensível.
Saramago.
Poeta íntegro.
Idiomático defensor do que é certo.
Humanista lusitano.
Flor de lótus de Lisboa.
Literatura em carne viva
oxigenando a vida de todos;
Dando luz aos caminhos dos cegos.
José Saramago.
Eterno visionário
Escritor-poeta,
homem do tempo vindouro.
Vivendo para sempre,
com o que disse e escreveu.
José Saramago.
Cidadão do mundo.
(*) José Cíero -
Escritor, Pesquisador e Poeta
Secretário de Cultura
Aurora - CE.
LEIA MAIS EM:
http://www.blogdaaurorajc.blogspot.com/
http://www.aurora.ce.gov.br/
http://www.seculteaurora.blogspot.com/
www.jacaurora.blogspot.com
Foto: da Internet

sábado, 12 de junho de 2010

Rui do PT fala ao Blog de Aurora acerca da Gestão Municipal



Rui do PT no momento da entrevista com José Cícero na sede da Seculte.
Blog de AURORA
ENTREVISTA: RUI DO PT...
O aurorense Rui Pereira de Aquino. Rui do PT ou simplesmente Rui de Josué como muitos ainda hoje o chamam por aqui, especialmente no Araçá onde viveu. Ele saiu de Aurora a cerca de 21 anos indo morar na cidade de Santo André – SP onde trabalha e reside. Vez por outra visita sua terra natal e dá suas opiniões e afinetadas políticas.
Militante petista foi durante muito tempo taxado como radical, daqueles considerados da chamada ‘ala xiita’ do partido dos Trabalhadores. Num tempo em que até mesmo, o agora presidente - Luiz Inácio LULA da Silva, também bebia desta mesma fonte: o radicalismo das posições políticas.
Mas, o tempo passou e como senhor de tudo que é, termina por ensinar muita gente.
De modo que muitos dos que antes eram tidos como inveterados radicais, hoje pensam e até agem de maneira mais branda e diferente. Ao ponto de enxergar na administração pública, independente e a despeito de quaisquer nuances ideológicas e partidárias um instrumento de extremo equilíbrio entre forças diversas que juntas compõem o cenário político de uma forma geral. Enfim, a política como a verdadeira arte do diálogo democrático a serviços do coletivo social.
Assim foi que o nosso Rui do PT(ou ainda Rui da banca ) em Santo André onde vive foi amenizando sua visão em relação a muitas coisas relacionadas ao jeito petista de governar e ver o mundo. Nas terras paulistas foi, inclusive, candidato a vereador em duas oportunidades.
Recentemente de passagem por Aurora, o Sr. Rui após ver de perto as várias obras e ações da atual gestão municipal expressou numa pequena entrevista a este veículo(BLOG de AURORA), suas opiniões a respeito de como encontrou sua terrinha agora na gestão do prefeito Adailton Macedo.
Confira uma pequena parte do que ele disse acerca da administração municipal num momento em que visitava a sede da Secretaria de Cultura local.
BA - Como o Sr. um petista das antigas e de visão acurada avalia as mudanças pelas quais passara Aurora, sobretudo agora após a eleição do prefeito Adailton Macedo e Antonio Landim?
Rui – A cidade está se desenvolvendo a cada dia. Mas uma coisa que admiro no prefeito Adailton é o cuidado que vem tendo, a aplicação e a transparência com o dinheiro público. A cidade está se estruturando. São muitas obras: o asfalto, a escola técnica, a agência do INSS, enfim a segurança pública, ambulância que favorece a rapidez no atendimento de saúde, a educação a recuperação dos nossos prédios históricos e o apoio que vem dando por esta secretaria aos artistas, às escolinhas de esporte e o amadorismo.
BA – Que relação o Sr. faz da Aurora de alguns anos atrás quando veio à passeio e a de agora?
Rui – Muitas mudanças que ajudaram a desenvolver o município. Como também na cultura, no esporte com esta secretaria onde foi no meu tempo a casa do agente, na educação saúde e por aí vai. Vi o pessoal das escolinhas num jogo no campo. Isso ajuda a tirar as crianças das ruas dando um lazer e mais chance de um futuro melhor com estudo e cidadania. Tudo isso só favorece a sociedade para um futuro melhor.
Fico contente em ver a estação renovada, o casarão da Refesa agora funcionando a sede da secretaria. Fiquei sabendo quando vir da matriz que o prédio da antiga Cnec onde estudei agora vai ser tombado e recuperado. Isso é muito bom. Vejo as mudanças para melhor que a cidade está passando. As escolas, o transporte escolar e o programa da guarda na segurança pública, uma coisa muita boa para a juventude e a comunidade.
BA – Para finalizar que conselho o Sr. gostaria de deixar para o gestor municipal?
Rui – Só queria dizer que o Adailton está no caminho certo. Que ele continue assim e mais: sempre cuidando bem do dinheiro público e investindo sempre no social com atenção para a saúde, a educação, a segurança e como obras que melhores a cidade e favorece o nosso povo(...).
Da Redação do Blog da Aurora
Fotos:
Dil André
LEIA MAIS EM:
www.seculteaurora.blogspot.com
www.aurora.ce.gov.br
www.blogdaaurorajc.blogspot.com
www.jcaurora.blogspot.com









domingo, 6 de junho de 2010

Foi sepultada em AURORA no último sábado, dona França Macedo


Imagens da missa de corpo presente na igreja matriz de Aurora
Faleceu na última sexta-feira, dia 4 no hospital de Barbalha onde estava internada há vários dias a Sra. Francisca Antonia de Macedo, mais popularmente conhecida por 'Dona França'.
Irmã do ex-deputado Raimundo Macedo, do ex-prefeito João de Zeca e tia do atual prefeito de Aurora Adaiton Macedo, dona França tinha 76 anos e era uma pessoa bastante querida pelos aurorenses. O velório ocorreu na sua residência localizada no bairro Araçá.
Após a missa de corpo presente o sepultamento aconteceu na noite do sábado, no cemitério de Aurora. Uma grande multidão de amigos e familiares encheu as dependências da matriz do Senhor Menino Deus, assim como as ruas de Aurora durante o féretro, quando todos foram prestar suas últimas homenagens a uma das figuras mais conhecidas e admiradas pela comunidade aurorense.
O prefeito Adailton decretou luto oficial no município e, juntamente com o Dr. Raimundo Macedo cancelou todos os seus compromissos por conta do ocorrido.
NR.: Nossas sinceras condolências a todos os familiares de dona França. Que o altíssimo e todo-poderoso lhes dê a necessária resignação neste momento de dor, tristeza e saudades.
Da Redação do Blog da Aurora e do JC.
LEIA MAIS EM:

sábado, 5 de junho de 2010

04 de junho, aniversário de Lampião – Rei do Cangaço*

Por José Cícero Para os estudiosos do Cangaço, sobretudo como um fenômeno social genuinamente sertanejo, este aniversário de nascimento do renomado cangaceiro nordestino se reveste de um motivo especial, posto que em agosto a região do Cariri cearense estará se mobilizando e concentrando forças com vistas à realização de mais um grande evento que terá a temática lampiônica como ‘pedra angular de toque’.
De modo que reunirá num só espaço(de cinco municípios caririenses) uma verdadeira plêiade de pesquisadores, admiradores, estudiosos e outros conferencistas convidados para juntos tratar do cangaço e seus principais desdobramentos até os dias atuais. O evento deste ano terá como tema: coronéis, beatos e cangaceiros. Por sinal, um dos assuntos mais intrigantes e não menos palpitantes desta região.
Em sua segunda edição será mais uma vez organizado pelo Cariri-Cangaço que tem a frente o Sr. Manoel Severo e outros parceiros, inclusive institucionais.
Mas, a propósito, o que o aniversário de nascimento de Virgolino tem a ver com este acontecimento? Alguém por uma série de razões poderia muito bem se perguntar.
À guisa de resposta eu diria: que o cangaço, malgrado toda a discórdia de alguns estudiosos, foi sim, um fato histórico relevante e, absolutamente representativo de uma fenomenologia social dos nossos sertões, esquecidos ao ‘Deus dará’. Onde a figura do Estado quando muito não passava de uma miragem e a lei, como de resto, uma idéia sem nenhum efeito prático.
Enfim, um verdadeiro ‘salve-se quem puder’; aliás um campo aberto para os desmandos de toda sorte, bem ao gosto dos poderosos coronéis que se sentiam donos da terra e das almas. Estes que, muito antes de ‘O Cabeleira’ e Lampião, já havia instituído os seus exércitos particulares de jagunços e outros expedientes similares.
O crime, a pilhagem, o roubo e a impunidade, há muito já constituíam a rotina macabra daqueles grotões dos esquecidos pelos políticos poderosos do litoral. Então, como resistir a este estado de coisa? O que restava aos pequenos, aos oprimidos e explorados dos rincões nordestinos vivendo como que perdidos nos confins do mundo? Um abandono secular somado à ignorância e a miséria provocada pelas secas sucessivas. Restou aos ousados, a tentativa de resistir, reagir e sobreviver como podiam. Muitos dos quais, aprenderam este ofício, o modus operandi da profissão de bandoleiros dos sertões nos próprios grupos de jagunços e criminosos dos patrões – os temíveis coronéis, vivendo como verdadeiros deuses e, portanto, acima da lei.
Lampião, queiramos ou não, foi a um só tempo: protagonista e vítima desta conjuntura granítica e social dos sertões nordestinos.
O Brasil e o Nordeste, portanto, ao rememorar o seu aniversário dão prova de que, tanto ele(Lampião) quanto o cangaço são ainda hoje, evidências importantes desta assertiva histórica. Quer seja, a de que o rei do cangaço encarnou de alguma maneira o sentimento de muito outros oprimidos e explorados num esforço de reação aquela situação por que passavam os sertões.
Por gravidade, muitos dos cangaceiros tomaram gosto pela coisa, pela vida relativamente fácil fazendo assim do cangaço um meio de vida. Daí resultando um verdadeiro corolário de crimes e outros absurdos. O cangaço por várias razões foi uma faca de dois gumes.
No entanto, até hoje é preciso que se diga, todo ambiente sem lei, é palco aberto para a desordem e a criminalidade. E os sertões viveram duramente esta história de descalabro numa perspectiva das mais desoladoras. Quando mais uma vez os sertanejos do eito, vítimas dos patrões e da miséria tornaram de novo presas fáceis da cabroeira dos diversos grupos de cangaceiros espalhados pelo Nordeste afora. Razão pela qual, muitos dos crimes e dos fatos supostamente imputados à Lampião e seu bando, não foram verdadeiros. Crimes às vezes por demais horripilantes também foram cometidos pelo Estado, por meio das volantes onde também se inseriram bandidos da jagunçada.
O certo é que Lampião foi um homem além do seu tempo. Uma figura cuja história se confunde com a própria história de luta, sofrimento e resistência do povo sertanejo do Cariri e alhures. Seu aniversário, por fim, torna-se um momento especial para que todos nós façamos uma reflexão, quem sabe, diferente, de todas as que já fizemos. No sentido de que possamos quem sabe, perceber, a verdadeira importância com que se reveste ainda hoje, a figura de Virgolino e o fenômeno do cangaço para toda a história sociológica e política dos sertões e do Nordeste em geral.
Nesta premissa é que pouco importa saber se foi Lampião, bandido ou herói. Tanto o Cangaço quanto o seu ícone mais importante se constituem como um dos fenômenos mais enigmáticos já ocorridos nas paragens nordestinas.
Com cerca de 85 anos de sua primeira incursão pelo Cariri, Lampião com seu bando visitara em diversos momentos as cidades de Juazeiro do Norte, Barbalha, Jati, Jardim, Aurora, Porteiras e Missão Velha. Muitas vezes ajudado que foi pelos coronéis-coiteiros, os mesmos que como ele, possuíam também sua jagunçada e bebiam na taça do mesmo propósito. Lampião é uma lenda viva e, seu aniversário de nascimento ou de morte precisa fazer parte do nosso calendário histórico cultural posto que detêm a saga e o sofrimento da nossa gente.
Por isso digamos viva ao Cariri Cangaço-2010. E, deste modo a memória histórico-sertaneja de Virgolino, o Lampião.
José Cícero
Secretario de Cultura
Aurora-CE.

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Secretário JC se encontra com o ex- atleta do Futsal aurorense José Vicente em evento do Cariri-Cangaço no Crato

Secretário José Cícero e José Vicente Arruda durante a solenidade do Cariri-Cangaço no Crato
Durante o ato de lançamento do Dvd do Cariri-Cangaço/2009 ocorrido na noite da última terça-feira(1º) no Crato, o secretário de Cultura e Esporte de Aurora teve a grata surpresa de encontrar um aurorense ilustre que há muito não visitara a sua terrinha. Trata-se do ex-atleta do futsal caririense, filho da Aurora, agora funcionário aposentado do BB José Vicente Arruda.
O mesmo também fora surpreendido em saber que foi recentemente homenageado, emprestando seu nome a 1ª grande Copa de Futsal de Aurora: “Zé Vicente Arruda”, como era conhecido no passado.
Zé Vicente foi um dos pioneiros do futebol de salão de Aurora ao lado de Leço Quezado nos primórdios dos anos 70, chegando inclusive a pontuar nas seleções do Crato e região”, disse o secretário. "Esta foi a principal razão que levou todos da Seculte a homenageá-lo”, explicou. De modo que podemos afirmar que ele(Zé Vicente) contribuiu de modo decisivo para com o nosso esporte da 'Bola Pesada', justamente numa época em que o futsal além de elitista era uma prática quase que totalmente desconhecida da juventude desportistas de Aurora, enfatizou.
José Vicente Arruda ainda é um dos remanescentes do clã do célebre coronel Izaias Arruda. Quem sabe um dos motivos que o leva a está prestigiando de perto o Cariri Cangaço naquela noite cultural no centro cultural do Crato.
"Conversamos acerca de várias coisas, principalmente do passado e da tal homenagem. Zé Vicente nos assegurou que no dia 17 de julho estará visitando Aurora, sua terra natal, por ocasião do 1º grande encontro dos filhos e amigos de Aurora, sob a organização da Seculte-PMA e AFA.
É nossa pretensão aliar o fomento à prática esportiva ao resgate da nossa própria história. E a história, como se percebe não se restringe apenas aos grandes acontecimentos".
"A história é uma gradação de ocorrências, construída, portanto sob a argamassa dos pequenos fatos do nosso cotidiano social, esportivo, cultural, político etc. Razão pela qual também estamos reunindo esforços para resgatarmos e, sobretudo, preservarmos ás novas gerações o que temos ou tivemos de melhor em relação à história esportiva, finalizou o chefe da Seculte-Aurora.
Foi sem sombras de dúvidas uma grata surpresa e imensa alegria encontrar este aurorense do Futsal que ainda por cima tem laços de parentescos com o coronel Izaias, concluiu.
Representaram Aurora na solenidade cratense o prefeito Adailton Macedo, JC, o professor Ronaldo Santos e a professora Cláudia Maria.
Da Redação:
LEIA MAIS EM -

Google+ Followers