quarta-feira, 25 de novembro de 2009

2012 - UMA CATÁSTROFE SE APROXIMA

Sérgio Luiz - publicado originalmente na CIM Brasil
...a precisão do calendário-maia,o oráculo chines I-CHING,o oráculo do povo hope,indígenas do oeste americano;o livro de Nostradamos,as profecias de Merlim...povos e personagens diferentes,de tempos e regiões diferentes,mas com uma mesma profecia,para um mesmo ano comum...
A comunidade científica internacional , não sabe como explicar,como que um calendário-maia,feito por um povo de um distante passado,seja tão preciso.E do outro outro lado do mundo,o oráculo chines I-CHING,também se direciona na mesma convergência;Nostradamos,na França e o verdadeiro Merlim,nas antigas florestas da Inglaterra...as profecias se convergem numa mesma direção,para um mesmo tempo. 2012 .
Épocas diferentes,personagens diferentes,regiões distantes,incluindo o povo indígena americano hope,que também profetizou sobre algo cataclísmico que acontecerá ao planeta em 2012.É fato que na Bíblia Sagrada,o Senhor Jesus alerta que coisas muito ruins aconteceriam com a humanidade ,mas que ainda não era o fim.Seria apenas,o início das dores.O problema é que os maias,chineses,os índios hope,da América do Norte,Nostradamos,Merlim...basearam as profecias,segundo suas culturas,segundo o seu tempo.Todas as tragédias mundiais,foram profetizadas e estão documentadas no calendário-maia,oráculo chines,oráculo do povo hope,no livro de Nostradamos e nas profecias de Merlim.Nada...mas nada mesmo,aconteceu,sem que tivesse sido profetizado. Segundo a decodificação do até então indecifrável,código do Bíblia,algo de muito ruim,acontecerá a humanidade no ano de 2012.
Porém há uma esperança no final das profecias:o homem poderá escolher o seu caminho.Ou ele abrirá caminho para a humanidade,ou sucumbirá ao apocalipse. Astronomos e físicos do mundo inteiro,estão surpresos e debatem o assunto e espera da ONU e dos países um mínimo de consciencia. Os preços do alimentos estão pela hora-da-morte,a fome já é um fato,pragas e doenças endêmicas se espalham pelos países,sem ficarem concentradas num só continente.O fim da água potável,já começa a fazer sentido no Oriente, na Ásia,África e já ameaça o oeste americano.A miséria e a morte,força o êxodo em massa das populações pobres,em direção aos países que ainda possuem comida e água.Diante da miséria explode guerras e revoluções,vitimando um número enorme de vidas.
Migrantes arriscam suas vidas no êxodo por terra e por mar...e os que conseguem chegar,são execrados e mandados de volta para o inferno de suas terras.
Os locais não aceitam dividir a sua água e sua comida.E quando algum governo aceita os migrantes,os empregos dos locais ficam ameaçados.Agora mesmo,na França,uma onda de suicídio,se abateu sobre os funcionários da França-Telecom.
Diante da ameaça de desemprego,vários funcionários se suicidaram,o que obrigou o governo frances a intervir e temporáriamente adiar a "medida".
Criando soluções superficiais,a fim de parar as mortes funcionais. Antigamente se falava em miséria na África e na Ásia,hoje ela está presente nas "melhores famílias europeias e americanas". Os ambientalistas e ecologistas estão como loucos.Estão arriscando suas vidas para párar,ou se não,minimizar a loucura humana com o planeta.Viajam pelo mundo,denunciam,divulgam...uns são mortos,outros presos...enfim...acho que tá mais que na hora de parármos e refletirmos,antes que seja tarde demais.
Fonte: CMI Brasil
em 20/09/2009
Leia Mais em:

sábado, 21 de novembro de 2009

20 de novembro – Dia de Zumbi dos Palmares e Padre Cícero.


O dia 20 deste mês aqui em Aurora, assim como em boa parte do Cariri foi comemorado, ou pelo menos deveria ser lembrado de modo mais que especial com duplo motivo. Isto é, primeiro por ser o dia que tradicionalmente fiés e devotos celebram a memória do Padre Cícero Romão Batista – o patriarca do Nordeste e o cearense do século. Por outro lado, por ser o dia dedicado nacionalmente ao grande Zumbi dos Palmares – sendo instituído, como o dia da chamada “consciência negra”.
Mas, digamos que em ambos os casos, reside a contradição: os areligiosos, ateus e agnósticos desprezam a devoção a padre Cícero, assim como a todos os santos de um modo geral. Os religiosos e os católicos não-praticantes também por seu turno, não estão nem aí para o padre, enquanto santidade, posto que o mesmo não pode figurar nos espaços internos das igrejas. Porém pela força popular da devoção que se tem a ele, seria ingenuidade se não aproveitassem do mercantilismo, ou seja, dos dividendo que o padre do povo gera o ano todo.
Com relação ao Zumbi dos palmares, ainda há muita rejeição quanto a aceitação do seu nome como um herói nacional ao nível de Caxias, Conde d’Eu e tantos outros que de herói mesmo não tiveram nada, não fosse a imposição da história oficial; aquela escrita pelos vencedores.
Até nas escolas o tema é tratado com reserva. Uma prova que o racismo, assim como o preconceito ainda é algo que se mantêm impregnado no senso-comum de boa parte da sociedade brasileira. Não sei se pela lei, mas a novidade que se percebe é que muitos não se sentem à vontade para dizer do seu preconceito. O que a prática e as atitudes o fazem de modo tácito.
No entanto, é preciso que reafirmemos nossos valores, a exemplo de Padre Cícero, Lampião, Conselheiro, Zé Lourenço, Ganga Zumba, Zumbi e tantos outros como elementos fundamentais que marcaram profundamente a vida, a luta e a resistência de parcelas significativas da população brasileira, secularmente oprimida e desrespeitada pelas elites burguesas e seus asseclas do poder.
Por isso Viva o dia 20 de novembro. Um dia para ser comemorado e lembrando amiúde com protesto, força e emoção. Um dia da consciência negra, mais negra que a asas da graúna como dissera Alencar na sua Iracema.
Um dia da consciência que merece uma reflexão coletiva sobre a nossa conjuntura, somando-se a tudo isso, o passado, o presente e o futuro de uma nação multirracial, que deve efetivamente um acerto de conta com a historia dos seus verdadeiros mátires.
Por: José Cícero
Leia Mais:

quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Novo Presidente da AFA visita Aurora onde foi recebido pelo pref. Adailton Macedo, 1ª dama e o Sec. de Cultura.



Recentemente esteve em Aurora o atual presidente da Associação dos Filhos e Amigos de Aurora (AFA) residentes em Brasília – o Dr. Vicente Nunes Magalhães. O mesmo se fez acompanhar da sua esposa que por sinal é filha do Juazeiro do Norte. O Dr. Vicente foi eleito presidente da AFA na última eleição da entidade(22 de agosto) em substituição ao Dr. Hamilton Leite Cruz.
Em Aurora o presidente da AFA foi recepcionado pelo secretário de Cultura José Cícero que logo o dirigiu para um encontro/visita de cortesia com a 1ª dama Rose Macedo no gabinete do prefeito e, em seguida o prefeito Adailton macedo o recepcionou no bairro São Benedito onde se encontrava.
Foi uma conversa das mais agradáveis onde se pontuou diversos assuntos onde Aurora, seus filhos e sua história foi sempre o tema central. Também se falou, como era de praxe, de política, das dificuldades fiannceiras, dos serviços públicos oferecidos à população, bem como da própria AFA e os seus integrantes.
No final o Dr. Vicente e sua esposa foram convidados para um almoço como o prefeito, o secretaário e sua equipe na churrascaria Planalto na entrada da cidade na vila Paulo Gonçalves. Momento em que a conversação sobre os temas aurorenses tiveram prosseguimentos.
De lá o presidente visitou as criaças que participam do projet0 1º passo no CSU – Maria da Soledade Landim onde o mesmo fez uma pequena e bela explanação para os jovens presentes, onde falou da importantacia do estudo, da educação e da autoestima, do mercado de trabalho e do conhecimento como um elementoo fundamental para o sucesso profissional de todos.
Acampnahado do secretário o representante da AFA visitou ainda o antigo prédio da estação ferroviário agora totalmente reformado e onde funciona a biblioteca Antonio Jaimemde Alencar araripe cumpromentou funcionários e viu o acerco bibliográfio recém adquirido pela Seculte-PMA.. Como também o antigo prédio da casa do agente revitalizado pela prefeitura para abrigar a sede da secretaria de Cultura. Visitou obras de artes expostas na local e mais baixo no sótão, o ateliê do artesaão Dil andré onde prestigiou peças de artes, quadro, escultura e miniaturas de carro antigos, que inclusive comprou um belo exemplar para dá de presente ao seu neto em Brasília.
De lá o presidente viajou para Juazeiro para pegar o vôo para a capital cearense e de lá para a corte do poder.
Da: Redação






domingo, 15 de novembro de 2009

Representantes da Secretaria de Cultura do Estado visitam patrimônios históricos em Aurora




Imagens da visita ao casarão, a capela da Mártir Fca e de S. Benedito nas Beatas
Durante dois dias esteve visitando Aurora uma equipe técnica de inspeção do patrimônio histórico da Secretaria de Cultura do Estado. Composta por um engenheiro civil, um projetista-desenhista e um historiador a equipe da Secult estadual empreendeu visita à sede e ao distrito de Ingazeiras. Ocasião em que realizou levantamentos acerca de alguns dos mais importantes monumentos do patrimônio histórico e arquitetônico de Aurora, a exemplo do Casarão do Cel. Xavier localizado ao lado da matriz, uma construção de 1831 e que fora recentemente adquirido pela Prefeitura; o antigo prédio da Estação Ferroviária(sede) construída em 1920 revitalizada pela gestão municipal e onde já funciona a Biblioteca Pública; bem como o prédio que antes servia como residência da chefia da estação e que agora foi também adquirido pela prefeitura que ora abriga a sede da Seculte-Aurora.
Acompanhada do secretário de cultura José Cícero, a equipe também visitou a Estação ferroviária de Ingazeiras, a antiga Casa do Agente da Reffsa, além do local onde no passado existiu a velha capela de São Benedito, edificada pelo ex-escravo o preto Benedito ao lado do Rio Salgado no bairro da Aurora Velha( local conhecido ainda hoje como as Beatas).
O levantamento realizado pela equipe da Secult-CE irá possibilitar a aquisição de recursos e projetos além de futuras parcerias com alguns órgãos do Governo Federal e Estadual, afirmou secretário. “Este levantamento é uma forma de comprovarmos oficialmente de que Aurora possuir um patrimônio histórico de relevante valor cultural e que para tanto, necessita com urgência do apoio governamental para que possamos instituir uma política de preservação, manutenção, resgate e difusão das nossas potencialidades nesta área”, disse. “Este estudo técnico posto agora no papel e levado ao conhecimento das esferas públicas nos ajudará no processo de encaminhamento de projetos e outras reivindicações culturais, sobretudo na questão de formulação de proposta para os editais voltados para este setor. Por isso não vamos dá trégua a esta luta de manutenção e preservação da história aurorense.
Quando estivemos na capital em companhia do prefeito Adailton Macedo o secretário Auto Filho foi bastante receptivo a nossa causa, de modo que esta vinda do pessoal técnico é resultante daquela reivindicação que agora irá continuar”. Completou, “sabemos que para tudo na esfera pública é preciso ousadia e iniciativa política para acontecer a contento e por aqui temos um prefeito que considero de uma visão cultural das mais expressivas que é o Adailton. Um cara que não se preocupa apenas com questões comuns como a maioria... Uma prova da sua determinação é o que já foi feito nestes dez meses, muito mais do que muitos dos que passaram pelo poder local. A qualidade do trabalho que vemos na área da cultura e do esporte, por exemplo, é uma prova da sua disposição em fazer o melhor em favor da coletividade da sua terra.
A compra do prédio onde agora funciona a sede da cultura, a compra do casarão do coronel Xavier, são indicativos da sua missão inovadora, que confesso até me surpreende, pois estamos num momento de crise e praticamente edificando os alicerces de um plano cultural que sequer existia quando assumimos. No entanto; a inteligência, o desprendimento e a visão de futuro e de contexto histórico e social vem fazendo a diferença e, mais que isso: têm resultado em ações importantes como estas”.
“Muita coisa ainda tem por ser feita e nós iremos fazê-las, inclusive com a participação efetiva dos nossos artistas, artesãos e de todos os que se sentem de algum modo tocados pela arte e a cultura desta terra maravilhosa”, finalizou o secretário. Em contato com o coordenador da equipe o professor e poeta Otávio Menezes, o secretário José Cícero já agendou uma outra visita quando os mesmos conhecerão de perto o Cemitério da Bailarina(no Carro-quebrado/Antas), a Massalina( na Volta), as minas do Coxá e outros atrativos naturais do rio Salgado. Uma vez no Casarão, o pessoal da equipe ficou impressionado com o péssimo estado de conservação do velho sobrado. Na oportunidade, o secretário convidou o professor Luiz Domingos para acompanhar de perto todo o levantamento empreendido pela Secult-CE.
Da: Redação do Blog da Aurora, do JC e da Seculteaurora
Leia Mais em:



segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Há vários dias esgoto entupido da Cagece derrama água fétida de fezes espelhando fedentina no Araçá

Um desrespeito à população assim como um dessevirço aos seus usuários e consumidores. É esta a constatação que se tem diante do descaso com que a Cagece local vem tratando alguns problemas relacionados ao tratamento de esgoto domiciliar. O que vem corroborando para esta assertiva é o entupimento da tubulação no entroncamento entre as ruas da Cerâmica(Nereu Gonçalves) com Cícero José do Nascimento no cruzamento de acesso a Cel. José Leite, parque Sabiá e do Cruzeiro no bairro Araçá. Justamente num local dos mais movimentados, onde estão estabelecimentos comerciais, residências e onde está situada, inclusive uma creche comunitária, em frente da qual se encontra o bueiro transbordando com água de esgoto/fezes exalando uma fedentina insuportável para os que residem nas imediações e transitam constantemente pelo local.
Além de atentar contra a saúde pública, o problema está causando sérios transtornos a moradores e comerciantes das imediações, bem como provocando o afundamento do calçamento das ruas. “O problema não é de hoje, há indícios de erros na distribuição da tubulação, possivelmente de desníveis no ramal, de modo que todas as vezes que os funcionários da Cagece vêm ao local realizam apenas rápidas ações paliativas, de modo que o problema logo volta, tendo por assim dizer; a velha solução de continuidade”, afirmam os moradores. “Vamos comunicar o problema ao prefeito Adailton Macedo para que o mesmo exija da direção regional da empresa uma solução definitiva, afinal de conta a Cagece atua no município sob a condição de concessão pública”, completam. Há também a possibilidade de se ingressar com uma ação na justiça, caso a empresa não decida desta vez resolver a situação em definitivo. Afinal de conta, a população paga a tarifa de esgota não para isso...
Há reclamações também relacionadas à estação de tratamento no tocante ao forte mau cheiro que ali existe. Conforme o estabelecido pelas normas técnicas, o tratamento químico evitaria a fedentina. Então a pergunta: por que o cheiro?
O desperdício do preciso líquido também chama a atenção, devido os freqüentes rompimentos da tubulação e vazamentos em diversas partes da cidade. A atenção precisa ser redobrada, posto que em breve boa parte das ruas e avenidas de Aurora receberá pavimentação asfáltica. Pessoas que estão ligando as águas de banheiros e pias para à rua(sobre o calçamento) deveriam ser fiscalizadas e orientadas pela empresa a direcionar estas águas para a tubulação subterrâneo(do projeto Alvorada). Tal procedimento também vem contribuindo para deterioração do calçamento em diversas ruas, artérias e avenidas da cidade.
Em tempo: até a manhã do dia 3 de novembro o problema ainda permanecia sem solução.
Leia mais em:

Google+ Followers