sábado, 29 de agosto de 2009

Muito antes da briga atual entre Globo x Record; ainda em 2007 publiquei no CMI Brasil as considerações que ora se seguem, obviamente agora, com alguns acréscimos necessários e oportunos:

"A Globo não é o globo e muito menos Deus"
Por José Cícero
23/11/2007 às 17:06 no CMI Brasil
Sobre as imposições midiáticas da rede globo de televisão
Um livro sobre os 35 anos do Jornal nacional da Globo?!! De fato, o JN é um verdadeiro marco na história recente da TV Brasileira. Agora, precisa inovar, mas não apenas com rostinhos jovens e bonitos. Esta visão cosmética não é o bastante para um jornalismo verdade. Mas digamos que mais que seriedade, o que pulula pela mídia brasileira em geral e a Globo em particular e o “Shownalismo” que deforma muito mais do que informa. Já não bastam as telenovelas?! Onde só as "dodoquinhas" e os "Fernadinhos-janotas" têm vez? É visível que tanto o formato quanto a proposta "imposta" pela Globo está se repetindo pelas suas afiliadas. E até por outros canais afora. A janela da “poderosa” como dizia o Clô, nos remete ao quintal do mundo e não ao jardim do éden como seria mais interessante para nosso crescimento social e educacional, enquanto nação soberana e moderna. Na vida, tanto quanto no jornalismo o conteúdo deve valer sempre mais que o seu invólucro. Será que almejam fazer com a TV noticiosa o mesmo que estão fazendo com a música e as nossas expressividades culturais? Será? Se isso é o que temos como formadores de opinião, estamos perdidos... Contudo, quero crer que não.
A Globo por ser ainda por pouco a "RECORDista" de audiência precisa investir em programas mais informativos, culturais, debates tipo "Roda Viva", documentários que falem e mostrem a diversidade da realidade dos nossos inúmeros brasis, etc...
Por que será que seus programas de entrevistas e opinativos, que já são ínfimos, são sempre apresentados tão tarde da noite? Fica difícil, sobretudo para a classe trabalhadora e os estudantes que têm que acordar cedo para o "batente" acompanharem. Como a população poderá melhorar desse jeito? Fazendo assim, pensam eles, as telenovelas continuarão no auge. Será meu Deus?
Não posso acreditar que é de propósito. Por que exibem tão pouco os filmes nacionais? Por que não permite que as TVs regionais possam também trabalhar e divulgar as culturas locais. Afinal, a padronização sociocultural não pode ser boa para ninguém e, tampouco verdadeira quanto à multifacetada sociedade brasileira, como tal se apresenta. Foi triste aquela idéia de "comprar" o monopólio da copa do mundo. A população ficou sem opção. Isso não fere de morte a democracia? Não agride o nosso livre direito de escolha? Quando se evolui na qualidade todos saem ganhando... Isso é o que queremos não apenas para o “plim-plim”.E quanto à questão política. Que papo é esse de que "a poderosa" não contribuiu com a ditadura? A globo sempre serviu a todos os governos e os da caserna não foram exceção a sua regra. A globo começou a crescer, inclusive durante os ano de chumbo. Os que ela não quis, como Brizola(fraude eleitoral), Lula(contra o Collor) e Garotinho, deu-se um jeitinho de destruir ao seu modo. Tanto que o presidente-operário, para se eleger teve que 'dá o braço a torcer' e se aliar a este império midiático devorador. Não sabemos até quando este laço permanecerá... Até o grande Hugo Chávez a Globo se empenha em desqualificar. Talvez por puro temor ao exemplo de coragem feito pelo presidente venezuelano quando não renovou uma concessão pública de TV que serviu aos golpistas.
A propósito, como andam as concessões de TV e rádios deste país, que a sociedade pouco ou nada sabe!! E o que dizer dos grandes movimentos das Diretas Já? Que de tão grandes não couberam na janelinha da ‘globeleza’? E mais recentemente, lembremos da imposição feita a TV Diário quando esta teve que sair do satélite, calada, cabisbaixa para não perder mais coisa... Portanto, penso que a briga com a Record do bispo deva ser importante para os telespectadores... Principalmente pela reflexão e o debate que se abre no seio popular. Nada melhor do que uma boa chocalhada para que ‘eles’ entendam que é preciso mudar para melhor. A subida da Record na audiência é uma evidência de que o povo pode mais. Não apenas um ato de protesto, mas um sinal de que a programação da concorrente está melhor justamente pela humildade e entendimento de que o Brasil possui outras realidades. Uma ameaça que há muito vem tirado o sono dos globais do poder. O nosso interior também possui grandes (es)histórias e é um bom fazedor de notícias. Precisamos, portanto, de vez e voz, hoje mais do que nunca porque queremos exercer a contento, a nossa liberdade.
Ora bolas, a Globo não é o globo e muito menos Deus!!!
Basta dizer que até mesmo o império Romano sucumbiu...
José Cícero: Aurora - Ceará
(Sul do Cariri - região de padre Cícero e Aldemir Martins)

SECULTE REÚNE ATLETAS E DIRIGENTES NA SOLENIDADE DE LANÇAMENTO DA 1ª COPA AURORA DE FUTEBOL – EDIÇÃO 2009.














Atletas, torcedores e dirigentes esportivos aurorenses participaram na noite desta sexta-feira, 28 da Solenidade oficial de lançamento da 1ª Grande Copa Aurora de Futebol Amador – José Lacy Quezado(LÊÇO) – edição 2009. O nome da copa é uma homenagem póstuma a um dos pioneiros atletas e incentivador do futebol local.
O evento aconteceu na quadra Poliesportiva do bairro Araçá que recebeu um bom número de pessoas adeptas dos esportes. A solenidade contou ainda com as presenças do prefeito Adailton Macedo, do vereador Chico Henrique, dos secretários José Cícero(Cultura e Esporte), Professora Fátima Oliveira(Educação), José Dácio(Agricultura), Antonio Macedo(Obras), Osasco Gonçalves(Administração), Raimundo Tabosa(Departamento de Esporte), bem como dos dirigentes do Clube Atlético de Cajazeiras-PB Nivan Furtado(presidente) e do diretor Nacizão. Os representantes do time paraibano acertaram com a Seculte-Aurora uma possível parceria no projeto Escolinha de Futebol com vistas a descoberta de talentos locais. Para tanto, ficou acertado que dia 13 de setembro uma comissão do Atlético virá a Aurora para um “peneirão”, ou seja, assistirão a uma partida entre os juvenis da Seculte para a seleção dos atletas mirins que passarão para a segunda etapa na cidade paraibana. “A notícia das nossas escolinhas está indo longe, um sinal de que estamos no caminho certo”, disse o secretário da pasta. “Estamos plantando uma semente que o futuro haverá de provar que estamos travando o bom-combate em favor de uma política de esporte de inclusão”, concluiu.
A ocasião serviu ainda para algumas outras explanações acerca da metodologia adotada pela organização da competição, como também para o sorteio das Chaves das duas divisões, visto que as partidas do campeonato juvenil(2ª divisão) acontecerão paralelas à 1ª(Copa Aurora) previsto para começar dia 05 de setembro no novo estádio. Serão 51 partidas envolvendo 38 agremiação das mais distantes localidades do município, sendo 24 equipes na principal e 14 na 2ª divisão movimentando pouco mais 800 atletas, mais 100 dirigentes com uma expectativa de um número de torcedores jamais visto na cidade.
As partidas transcorrerão em três campos: Virgílio Távora na Aurora Velha, Romãozão e Estádio Novo no Araçá.
Premiação:
Além de toda a logística e infra-estrutura necessária a Prefeitura garantirá, ainda segurança, arbitragem, material esportivo básico, transporte das equipes e uma Premiação em dinheiro e troféus nunca vista em eventos esportivos da terra.

1ª Divisão(Adulta):

1º lugar – 2.500,00 + Troféu e certificado de participação,
2º lugar – 1.500,00 + troféu e certificado.
3º lugar - 1.000,00 + troféu e certificado.
Destaques individuais:
Goleiro menos vazado = 100,00 + certificado.
Artilheiro = 100,00 + Certificado.

2ª Divisão Juvenil(mista):

1º lugar = 1.500,00 + troféu e certificado de participação.
2º lugar = 1.000,00 + troféu e certificado de participação.
Destaques individuais: Goleiro menos vazado – 100,00 e certificado.
Artilheiro – 100,00 e certificado.
O evento:
O encontro de sexta-feira entre outras coisas, ficou também marcado pelo alto nível de organização, assim como pela expressiva participação dos que fazem o segmento esportivo do município, vez que estiveram presentes os representantes de todas as 38 agremiações inscritas.
Também foi anunciada a criação de uma comissão disciplinar e do conselho arbitral que acompanharão todo o processo de atuação do quadro de árbitro da Seculte, bem como o atendimento dos preitos e reivindicações das equipes envolvidas na disputa. A primeira presidida pelo conhecido desportista Luiz Neto, a segunda pelo também amante do futebol o Sr. Gregório Gonçalves.

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

População de AURORA se despede de Orlando Leite de Macedo

Por José Cícero



A igreja matiz do Senhor Menino Deus de Aurora, assim como as praças e ruas do seu entorno ficaram literalmente tomadas pelos que queriam se despedir do ex-vice prefeito aurorense, de modo que pareceram pequenas para acomodar o grande número de pessoas que foram dá o último adeus ao saudoso Orlando Leite de Macedo, falecido no último domingo. A comoção, não apenas dos familiares, também marcou a missa de corpo presente celebrada pelo pároco Cícero Leandro às 18 h da última segunda-feira, 24. Ocasião em que se fizeram presentes, além da população, autoridades, estudantes, amigos, familiares e autoridades de Aurora e região.
Tristeza e emoção marcaram o enterro de Orlando Leite de Macedo:
Após a celebração, a população saiu em cortejo pelas ruas de Aurora em direção ao cemitério local. O sentimento de tristeza e saudade assinalaram todo o acontecimento.
O féretro ao que tudo indica, foi um dos mais participativos dos últimos anos, uma evidente demonstração do quanto o extinto era admirado e querido pelos aurorenses. Escolas, estudantes, netos e demais segmentos organizados de Aurora fizeram a leitura de mensagens em homenagens ao falecido durante o ato fúnebre, fazendo com que os presentes se emocionassem ainda mais diante dos últimos momentos de despedida.
Além de agropecuarista, Orlando Leite, era um homem empreendedor e uma liderança política das mais respeitadas por todos. Chegando a ocupar o cargo de vice-prefeito de 1982 a 1988 ao lado do ex-gestor o Cel. Antonio Vicente de Macedo.
O município por intermédio do prefeito Adailton Macedo decretou feriado por dois dias pelo seu desencarne e mais uma semana de Luto Oficial. O falecido tinha 67 anos e uma extensa folha de bons serviços prestados à população, notadamento o homem do campo.
Da: Redação do Blog do JC e D'Auror

domingo, 23 de agosto de 2009

Luto: Morre em AURORA o ex-vice prefeito do município Orlando Leite de Macedo

Morreu no começo da tarde deste domingo em AURORA o agropecuarista, líder político e ex-vice prefeito do município Orlando Leite de Macedo.
Faleceu por volta do meio dia deste (domingo, 23) aos 67 anos em sua residência no sítio Santa Cruz de Aurora, vítima de ataque cardíaco o Sr. Olando Leite de Macedo.
Agropecuarista e líder político dos mais carismáticos e conhecido, Orlando Leite ocupou também o posto de vice-prefeito do município, quando da gestão do sucessor de João de Zeca - Cel. Antonio Vicente de Macedo(1982-1988).
Como sendo uma das mais conhecidas figuras políticas de Aurora, Orlando Leite era por assim dizer, um dos últimos remanescentes de uma política, cuja identidade era marcada pela profunda ligação que mantinha com a sua gente, notadamente os mais humildes e necessitados em especial, os agricultores. Foi um homem que devotou a vida inteira ao trabalho, assim como manteve um incomensurável apego a todos os que o cercavam. Sua experiência no fazer político era algo extraordinário, tanto que muitos dos que ocuparam o executivo aurorenses nas últimas décadas o procuravam com freqüência para saber da realidade, dos conselhos, assim como dos rumos da política local. Um verdadeiro cientista político do sertão. Um ser humano que tinha o carisma e a empatia social como poucos.
A morte de Orlando Leite, além de uma saudade imorredoura, abre desde já, uma imensa lacuna no cotidiano político Aurorense. A notícia do seu falecimento abalou todo o município, uma prova inconteste da grande popularidade que mantinha.
Decreto: Feriado e Luto Ofical:
Em virtude do falecimento, o prefeito municipal Adailton Macedo, decretou tão logo foi informado, na tarde deste domingo feriado municipal por dois dias, ou seja, segunda e terça-feira, 24 e 25 de agosto, bem como Luto Oficial por uma semana. Além de votos de pesar a todos os familiares do conhecido e estimado líder aurorense.
Da Redação do Blog d'Aurora e do JC

domingo, 16 de agosto de 2009

Estado sem Cruz*

De quando em vez, aparecem defensores de: já que o estado brasileiro é laico não há necessidade de símbolos cristãos em suas repartições. E uma posição muito simplista e descaracterizada da força da cruz na história do Brasil. Pois, senão vejamos: as caravelas que aqui aportaram já continham nas suas velas as cruzes estampadas nos mares bravios. Com a Chegada dos portugueses o maior acontecimento histórico e cultural foi a missa, e a cruz sempre presente, as localidades de uma forma geral receberam denominações de Santos ou símbolos do cristianismo, valendo também a regra para os primeiros educadores do Brasil, os jesuítas.O estado brasileiro sempre conviveu pacificamente com os símbolos cristão, presentes em bandeiras, escudos, hinos (.....) o reconhecimento de feriados de fé cristã. Enfim a laicidade do Estado nunca foi prejudicada por uma maioria que professa uma fé religiosas, vez que as nossas cartas magnas são, via de regra, deis tas sem prejuízo para o estado laico. Muitas cidades brasileiras têm buscado subsídios na religião para formar a sua unidade social e cultural, a regiliosidade do povo brasileiro está bastante amadurecida para o discernimento entre um ato de fé e uma decisão jurídica de um estado laico que forma a unidade da nossa nação. A Presença de símbolos cristãos nas repartições públicas no Brasil é somente o reconhecimento de um estado laico que convive pacificamente com um povo religioso. Creio que os símbolos presentes nas repartições publicas do Brasil estão mais direcionados a cultura religiosa entranhada na história do povo brasileiro do que uma apologia a qualquer credo, do contrário teremos que negar ou apagar toda simbologia cristã presente na formação heterogênica do Brasil, ou da identidade do povo brasileiro. Ao se fazer a mudança o primeiro a ser ferido nessa historia não é a religião, ou o credo que se professa, mas a própria história brasileira que foi construída com tanta luta pelos desbravadores e continuadores e dos que, ainda estão para servir ao meu Querido Brasil.
(*) Luiz Domingos de Luna
é Professor da Escola de Ensino Fundamental e Médio Monsenhor Vicente Bezerra –
Aurora - CE.

domingo, 9 de agosto de 2009

Um dedo de prosa com o nosso confrade, Arimatéia Macedo o poeta-doutor.


1- Arimatéia e José Cícero. 2- Arimatéia e Luiz Domingos
Neste domingo, dia 9, tivemos( Eu e o professor Luiz Domingos) o prazer de almoçar com o Dr. Arimatéia Macedo(o doutor-escritor filho d’Aurora) hoje radicado em Gurupi-TO. Nosso colóquio se deu na residência da sua genitora. Tão boa foi a conversa que nem víamos o tempo passar. Na ocasião confabulamos acerca de muitas coisas, sobretudo como se era de esperar; sobre literatura, história, política e, inclusive idéias e ações voltadas para o aprimoramento cultural da terrinha. Foi, sem dúvida uma conversação das mais agradáveis e proveitosas(coisas raras nos dias atuais), posto se tratar de um verdadeiro getman, um intelectual de primorosa verve poética e profundamente antenado com as coisas atinentes a realidade do mundo. Um grande homem simples, de muitas virtudes onde se destacam a modesta, humildade e sentimento de sempre fazer o bem.
Na oportunidade, também discutimos a proposta com vistas a criação da Academia Aurorense de Letras, bem como de uma possível Fundação Cultural para o município. Em ambas, o Dr. Arimatéia vem dando uma considerável colaboração com esta nobre finalidade.Na parte da tarde o Dr. Arimatéia em companhia do seu irmão Naro estiveram na minha residência quando no ensejo autografei e os presentiei com dois exemplares do meu último livro: ‘Enxada, Foice e Suor’ . De lá saímos em direção ao Casarão da Cultura, onde funciona a sede da Seculte, quando o poeta Arimatéia viu de perto a revitalização por que passara aquele centenário casarão, agora recuperado e adquirido pela Prefeitura. O Dr. Arimatéia também visitou o prédio da Estação Ferroviária, onde já funciona a Biblioteca e, em breve a Ilha Digital, Café-cultural e espaço de exposição temporária. Em breve, conforme nos comunicou, estará sendo publicado o livro do poeta-doutor. Na quinta-feira, o ilustre filho de Aurora retornará a sua Gurupi para seus afazeres da medicina e nas horas vagas dá vazão a sua faina literária, cuja lavra é de puro bom-gosto e qualidade. Vale a pena acompanhar e saborear toda a produção literária do Dr. Arimatéia Macedo no seu site e por vários outros canais.
Por José Cícero
Aurora-CE.

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

O blogueiro amigo e leal, Luiz Domingos

Por José Cícero
Uma pequena homenagem ao professor Luiz Domingos, meu confrade.
Quem hoje por algum motivo navega nos informes blogueiros do Cariri e/ou até mesmo na internet em geral, já deve ter se deparado(em algum momento) com algum tipo de escrito do meu amigo, irmão, camarada - Luiz Domingos de Luna. Aurorense de boa cepa e entusiasta da nossa árdua luta jornalística e cultural.
Simplesmente por que hoje, é ele um dos mais obstinados e assíduos colaboradores dos blogs e sites do nosso Vale, assim como do Estado e alhures. Uma figura permanentemente disposta a fazer o bem sob a pena literária, sem olhar a quem. Um Dom Quixote e um Sancho Pança(a um só tempo) na eterna busca da sua Dulcinéia - a evolução do homem pelos caminhos do conhecimento, da educação, da cultura, da arte e do resgate da nossa própria história como um farol a iluminar o universo...
Um homem de cultura. Mais que isso: um homem da cultura e das letras; para quem a palavra escrita é uma autêntica trincheira de luta em favor da poética, da história e do bem-estar da nossa gente.
Luiz Domingos é um obstinado do fazer cultural. Um literal artesão do vocábulo erudito a serviço das nossas tradições mais fortes. Um olhar certeiro com vistas a intercessão do belo anunciando a sensibilidade de todos quantos conseguem lê-lo com a visão do coração e o sentimento total da grandeza do mundo e da vida.
Luiz Domingos é um pescador de sonhos, utopia, ilações fantásticas... Grandezas que adornam e alegram o mundo e a vida por meio da palavra escrita, sob a tessitura do seu verbo.
Por Luiz Domingos, nós, os escritores, os poetas, historiadores e pesquisadores do Cariri nunca ficaremos solitários entre os escritos e, tampouco nas nossas idéias, a menos que elas não sejam alvissareiras e não bebam de alguma maneira, na prodigiosa fonte de Luiz Domingos - decurião penitente da ordem santa cruz: Devoto-admirador de Padre Cícero, Ibiapina, Lampião, Conselheiro, Zé Lourenço e Damião.
Luiz Domingos é, e sempre haverá de ser(praza Deus), um homem de exceção, como bem dissera certa feita o filósofo de Zarastrusta.
Um amigo, a quem a própria companhia já nós é uma eterna alegria de viver e escrever...
Sua amizade é uma constante que nos eleva a alma e alivia as dores. Um colega, por quem toda verdade sempre estará além do faz-de -conta.
Um proscrito no oco do mundo. Um cúmplice por devoção das ações e das idéias que sempre constroem coisas novas e coisas belas.
Tudo o mais que eu falasse sobre Luiz, ainda seria demasiadamente pouco, diante da sua grandeza de espírito, alma e coração, desprendimento e sensibilidade.
Ainda se eu não tivesse nenhum amigo, tê-lo como tal, já me seria o bastante, simplesmente por uma razão substancialmente objetiva – o sentimento de que ele, sempre será verdadeiramente ele mesmo, o tempo todo e um pouco mais se for preciso. Isso me-é o suficientemente necessário.
Luiz Domingos, um Hércules da cultura aurorense. Muitas vezes incompreendido...
Mas resistente, como resistente sempre têm que ser os que não optaram pelos caminhos da mesmice, da ignorância e do fisiologismo barato e caricato.
Este é o meu confrade amigo, irmão, camarada - Luis Domingos. Um intelectual, cuja grandeza de espírito salva, eleva e ilumina todos aqueles que primam da sua amizade e compartilham das suas idéias, firmes, siderais, fantásticas, ufológicas, religiosas, espirituais, cadetráticas enfim, coisas e ações que, ao contrário da maioria, conseguem dá sentido e esperança aos que não mais as tem sequer para si mesmos.
Se Domingos não existisse, não existiria o domingo. De modo que Luiz teria que ser inventado do mesmo modo que construimos um poema, uma ode, uma narrativa de heroísmo e aventura.
Da: Redação do Blog d'Aurora e do JC

Google+ Followers